Determinação e adequação da capacidade de uso da terra em bacia hidrográfica por meio de sistematização metodológica no SIG SPRING

Vladimir de Souza, Emerson Galvani, Marta Luzia de Souza

Resumo


Este trabalho tem como objetivo contribuir com a estruturação metodológica de dados ambientais, no SIG (Sistema de Informação Geográfica) SPRING (Sistema de Processamento de Informações Georreferenciadas), para determinar a classificação e adequação das terras no sistema de capacidade de uso. A bacia do rio Jacaré Guaçú, localizada na região central do Estado de São Paulo, foi usada como modelo de aplicação dos procedimentos desenvolvidos.  Para classificar a capacidade de uso das terras foi usada a combinação lógica booleana entre dados pedológicos e de declividade das vertentes. O uso e ocupação do solo foi determinado por meio da classificação de imagens orbitais do sistema sensor Landsat5/TM. O mapa de adequação de uso foi obtido por meio da integração matricial dos dados referentes à capacidade de uso das terras e uso e ocupação do solo. Os resultados demonstram que é possível identificar, de forma eficiente e relativamente rápida, a capacidade e o conflito do uso da terra em bacias hidrográficas com suporte do SPRING e de dados ambientais disponíveis gratuitamente na rede mundial de computadores.

Palavras-chave


Bacia hidrográfica; Capacidade de uso da terra;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2015v24n1p55

Direitos autorais 2015 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com