O IMPACTO NAS RELAÇÕES DE TRABALHO A PARTIR DA TERRITORIALIZAÇÃO DO SETOR AGROINDUSTRIAL CANAVIEIRO NO MATO GROSSO DO SUL

Alex Torres Domingues, Antonio Thomaz Júnior

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a degradação das relações de trabalho que caracterizam as contradições do setor agroindustrial canavieiro (principalmente após a implantação de unidades agroindustriais do Grupo Louis Dreyfus). Ou seja, a manutenção de relações regressivas que se expressam no pagamento por produção, contratação de migrantes e o convívio com processos automatizados e tecnicamente vinculados aos setores que se destacam do ponto de vista tecnológico, na atual conjuntura política e econômica, extremamente favorável ao setor agroindustrial canavieiro. Destacamos as relações de trabalho que nesse setor se expressam em condições degradantes ou precarização, de acordo com a retratação do capital, repercutindo diretamente na relação capital versus trabalho. Isso rebate diretamente na fragilização das relações de trabalho, na perda constante e crescente da qualidade de vida dentro e fora do trabalho.

Palavras-chave


Agronegócio canavieiro; Capital; Relações de Trabalho; Precarização; Louis Dreyfus

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.2013v22n1p139

Direitos autorais 2014 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com