O uso do solo na década de 1960 no norte do Paraná e a política cafeeira

Márcia Siqueira de Carvalho

Resumo


Neste artigo analisamos a implementação da política cafeeira da década de 1960 e as suas repercussões no espaço rural, em especial o do Norte do Paraná. Esta década na cafeicultura tem sido pouco estudada e a erradicação de cafeeiros raramente tem sido levada em consideração na substituição das lavouras permanentes pelas lavouras temporárias e por pastagens, enquanto mudança que teve os seus efeitos sobre as relações de trabalho na região. Prefere-se, ainda, atribuir aos fatores naturais, no caso as geadas, a responsabilidade pelas alterações nas relações de trabalho e a transferência da mão-de-obra rural para moradias urbanas e datá-las a partir da década seguinte. Nosso objetivo é o de demonstrar que o uso do solo passou por modificações a partir da implementação de uma política agrícola específica à cafeicultura.

 

 


Palavras-chave


Paraná; Cafeicultura; Política cafeeira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2447-1747.1999v8n2p135

Direitos autorais 2011 GEOGRAFIA (Londrina)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Locations of visitors to this page

 

Geografia (Londrina)

ISSN: 0102-3888

E-ISSN: 2447-1747 

E-mail: revista.geografia.uel@gmail.com