As canções-manifesto de Adriana Calcanhotto: diálogos interartísticos

Rafael Barbosa Julião

Resumo


O trabalho artístico de Adriana Calcanhotto dialoga profundamente com os processos de modernização da canção popular empreendidos pela bossa nova e, especialmente, pelo tropicalismo. No entanto, sua particular sensibilidade visual e a abrangência de seu projeto estético permitem pensar uma relação mais ampla de suas canções com a arte moderna e com as vanguardas históricas, o que se evidencia em seus shows, seus clips, suas performances e, sobretudo, em suas composições-manifesto. O objetivo deste artigo é, portanto, analisar algumas de suas canções, tendo em vista iluminar essa relação interartística de sua obra com os preceitos estéticos da modernidade.

Palavras-chave


Canção popular; Bossa nova; Adriana Calcanhotto.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVIM, Yago Rodrigues. Esquadro Calcanhotto – Uma escuta da obra poética. 2019. Dissertação (Mestrado em Literatura) – Faculdade de Letras, UFRJ, Rio de Janeiro, 2019.

ANDRADE, Oswald. Obras Completas VI: Do Pau-Brasil à Antropofagia e às utopias. Rio de Janeirro: Civilização Brasileira, 1970.

CALCANHOTTO, Adriana. Pra que serve uma canção como esta? Organização e prefácio: Eucanaã Ferraz. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2016).

CAMPOS, Augusto de. Balanço da bossa e outras bossas. São Paulo: Perspectiva, 1993.

FREYRE, GILBERTO. Casa-grande & senzala. São Paulo: Global, 2006.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia de Letras, 1995.

JULIÃO, Rafael. Infinitivamente pessoal – Caetano Veloso e sua verdade tropical. Rio de Janeiro: Editora Batel, 2017.

NAVES, Santuza Cambraia. Da Bossa Nova à Tropicália. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004.

NAVES, Santuza Cambraia. O violão azul – modernismo e música popular. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1998.

SUSEKIND, Pedro. Escritos de artistas: anos 1960 e 1970. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

TATIT, Luiz. O século da canção. São Paulo: Ateliê, 2004.

TELES, Gilberto Mendonça. Vanguarda europeia & Modernismo brasileiro. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2009.

VELOSO, Caetano. Verdade tropical. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

WISNICK, José Miguel. O som e o sentido. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.