Os animais e a alteridade em Os colegas (1972), de Lygia Bojunga

Adriana Falqueto Lemos

Resumo


A alteridade, aqui entendida como produto da interação com o outro (o diferente de mim) – e levando-se em conta seu contexto específico, é tomada como enfoque na leitura de Os colegas (1972), de Lygia Bojunga. A intenção é compreender como, por meio da escrita, Bojunga apresenta o outro ao seu jovem leitor. A metodologia empregada na pesquisa é bibliográfico-documental, com a análise tanto textual quanto material do corpus formado pelo livro, entremeada a estudos culturais, como da história cultural, da alteridade e do animais.

Palavras-chave


Lygia Bojunga; Alteridade; História cultural; Animais

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, J. H. P. A abordagem do Poema na prática de ensino: reflexões e propostas. In: MENDES, S. T. do P; ROMANO, P. A. B. (Org). Práticas de língua e literatura: olhares diversos, múltiplas propostas. Campina Grande: Bagagem, 2012.

AN DRAD E, C. D. de. Reunião. 5. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1974.

AVERBUCK, L. M.. A poesia e a escola. In: ZILBERMAN, R. (Org.). Leitura em crise na escola: As alternativas do professor. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1982.

BARTHES, R. O prazer do texto. J. Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 1997.

BUARQUE, J.; BARROS, D. C. Por uma desestabilização da leitura de poesia no Ensino Médio. In: SANTOS SILVA, D. C.; CAMARGO, G. O.; GUIMARÃES, M. S. B. (org.). Olhar o poema. Goiânia: Cânone, 2012.

BRASIL. Orientações curriculares nacionais para o ensino médio.Brasília: MEC/SEB, 2006. v. 1: Linguagens Códigos e suas Tecnologias. Capítulo 2, Conhecimentos de Literatura (BRASÍLIA, 2006, p.59-60).

CANDIDO, A. O direito à literatura. In: CANDIDO, A. Vários escritos. 3. ed. São Paulo: Duas cidades, 1995.

COLOMER, T. A leitura literária na escola. São Paulo: Global. 2007.

COMPAGNON, A. O demônio da teoria: literatura e senso comum. Trad. Cleonice Paes Barreto Mourão e Consuelo Fortes Santiago. 2. ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

COSSON, R. Letramento Literário: teoria e prática. São Paulo: Contexto, 2012.

CUNHA, M. A. A.. Literatura Infantil: Teoria & Prática. 5. ed. São Paulo: Ática, 1986.

LAJOLO, M. O texto não é pretexto. In: ZILBERMAN,R. (Org.). Leitura em crise na escola: as alternativas do professor. 3. ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1982.

MARTINS, I. A literatura no ensino médio: quais os desafios do professor? In: BUNZEN, C.; KLEIMAN, A.; MENDONÇA, M. (et al). Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola, 2006.

MOISÉS, L. P. Literatura para todos. Revista do Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada. USP/FFLCH/DTLLC, anual. N.9, p.16 - 29, 2006.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. 17. ed. Trad. Eloá Jacobina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.

VERSIANE, Z. Escolhas literárias e julgamentos de valor por leitores jovens. In.: PAIVA, A; MARTINS,A. A.; PAULINO, G.; VERSIANE, Z. (Orgs.). Literatura e letramento: espaços, suportes e interfaces (revisar esta referência)

PAULINO, G. COSSON, R. Letramento Literário: Para viver a literatura dentro e fora da escola. In: ZILBERMAN, R. & RÔSING, T.M.K. (Orgs.). Escola e leitura: velha crise, novas alternativas. São Paulo: Global, 2009.

PAZ, O. O arco e a lira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982

PINHEIRO, H. Poesia na sala de aula. 2. ed. João Pessoa: Idéia, 2002.

SOARES, M. A escolarização da literatura infantil e juvenil. In: MARTINS, A. A.; BRANDÃO, H.M.B.; MACHADO, M.Z.V. (Org.) A escolarização da leitura literária: o jogo do livro infantil e juvenil. Belo Horizonte:Autêntica, 2011.

SORRENTI, N. A poesia vai à escola: reflexões, comentários e dicas de atividades. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

SOUZA, G. de. Procurando pelo poema na sala de aula. In: CUNHA, Leo (Org.). Poesia para crianças: conceitos, tendências e práticas. Curitiba: Piá, 2012

TREVISAN, A. Reflexões sobre a poesia. Porto Alegre: InPress, 1993.

ZILBERMAN, R. A leitura e o ensino da literatura. São Paulo: Contexto, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.