Representações de alteridade no conto o outro, de Rubem Fonseca.

Giovana Oliveira Mendes

Resumo


Este artigo é uma proposta de estudo do tema Alteridade, sendo fundamentado através de teorias de Eric Landowski e Zygmunt Bauman, entre outros autores. Como exemplo literário ilustrativo dessa questão, tem-se na Literatura Brasileira o conto “O Outro”, de Rubem Fonseca. Em tal narrativa, identificam-se certos conflitos existentes entre dois indivíduos de classes sociais distintas que dividem o mesmo espaço urbano. Problemas de identidade e da não-aceitação do outro se apresentam de forma dramática no conto e demonstram a dificuldade que o ser humano tem de conviver com as diferenças.

 


Palavras-chave


Alteridade; Identidade; Literatura brasileira

Texto completo:

PDF

Referências


BALDISSERA, R. Comunicação, identificações e imagem-conceito. UNIrevista, v. 1, n. 3. julho 2006. Disponível em: http://www..unirevista.unisinos.br. Acesso em: 20 nov. 2010.

BAUMAN, Z. Tempos Líquidos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

FONSECA, R. Feliz Ano Novo. 3. ed. Rio de Janeiro: Agir, 2010.

LANDOWSKI, E. Presenças do Outro. São Paulo: Perspectiva, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.