O carnaval em “O anão”, de Fialho d’Almeida

Diego Gomes do Valle

Resumo


Este texto propõe uma análise do conto “O anão”, de Fialho d’Almeida, a partir das reflexões apontadas por Mikhail Bakhtin em seus estudos sobre o Carnaval. Conceitos como carnavalização, destronamento e grotesco serão funcionais para se compreender o mundo carnavalesco de Carrasquinho.


Palavras-chave


Cultura popular; Fialho d’Almeida; Mikhail Bakhtin; O anão

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Fialho d’. O país das uvas. São Paulo: Editora Três, 1973.

ALMEIDA, Fialho d’. O país das uvas. Lisboa: Editora Ulisséia, 1987.

BAKHTIN, Mikhail. Cultura popular na Idade Media e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. Tradução: Yara FrateschiVieira. São Paulo: Hucitec, 1987.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução: Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997.

BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e estética: a teoria do romance. 4. ed. Tradução: Aurora F. Bernardini, José P. Júnior, Augusto G. Júnior, Helena S.Nazário, Homero F. de Andrade. São Paulo: Editora UNESP, 1998.

SARAIVA. A, J. & LOPES, O. História da literatura portuguesa. 17. ed. corrigida e atualizada. Porto: Porto Editora, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.