A construção da identidade de Razia em Brick lane, de Monica Ali

Nelci Alves Coelho Silvestre

Resumo


Este artigo analisou a personagem feminina Razia no romance Brick Lane (2003), de Monica Ali com o objetivo de verificar de que maneira a personagem é representada nesse romance, tendo em vista sua experiência na comunidade bangladeshiana em Londres, e por se tratar de um romance permeado por características que revelam a tradição cultural de Bangladesh em que as mulheres são consideradas submissas, tuteladas e ingênuas. Os resultados mostram que a subjetividade da personagem é construída a partir da evolução de uma mulher submissa ao marido, para uma mulher viúva, moderna e independente, que assimilou os valores da cultura ocidental.

Palavras-chave


Mulher; Objetificação; Subjetificação; Literatura negra britânica

Texto completo:

PDF

Referências


ASHCROFT, B. Key Concepts in Post-Colonial Studies. London: Routledge, 1998.

ALI, Monica. Um lugar chamado Brick Lane. Rio de Janeiro: Rocco, 2004.

ALI, Monica. Brick Lane. New York: Scribner International, 2003.

BHABHA, H. K. A Questão do ‘Outro’: diferença, discriminação e o discurso do colonialismo. In: HOLANDA, Heloísa Buarque. Pós-Modernismo e Política. Rio de Janeiro: Rocco, 1991.

BONNICI, Thomas. Teoria e Crítica Literária Feministas: Conceitos e Tendências. Maringá: Eduem, 2007.

BONNICI, Thomas. Resistência e Intervenção nas literaturas pós coloniais. Maringá: Eduem, 2009.

BORDIEU, Pierre. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

HALL, Stuart. Da Diáspora: Identidades e Mediações Culturais. Belo Horizonte: UFMG, 2006.

SAID, Edward W. Orientalismo: o Oriente como Invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

SEMPRINI, Andrea. Multiculturalismo. Bauru: Edusc, 1999.

SPIVAK, G. C. Subaltern Studies: Desconstructing Historiography. In: SPIVAK, G. C. In Other Worlds. New York: Methuen, 1987. p. 215-219.

ZOLIN, L. O. Crítica Feminista. In: BONNICI, T.; ZOLIN, L. O. (org.). Teoria Literária: Abordagens Históricas e Tendências Contemporâneas. Maringá, Eduem, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.