Da solidão à capacidade de estar só na presença de alguém: percursos clínicos a partir da perspectiva de Winnicott

Nadja Nara Barbosa Pinheiro, Maria Vitoria Campos Mamede Maia

Resumo


Objetivando tematizar a importante passagem no desenvolvimento emocional, proposta por Winnicott, da solidão à capacidade de estar sozinho (na presença de alguém), o artigo inicia apresentando, sucintamente, a perspectiva teórica do autor sobre a questão. Em seguida, descreve dois percursos clínicos nos quais a condução do trabalho terapêutico permitiu a abertura de possibilidades de vivências construtivas à solidão original, trazida ao setting, pelas pacientes, como fundamento do desespero e da angústia.


Palavras-chave


solidão; clínica psicanalítica; Winnicott.

Texto completo:

PDF

Referências


Abreu, A. (2013). A menina amarrotada. São Paulo, SP: Jujuba.

Benedito, M. B. & Pinheiro, N. (2018). Ambiente e integração no processo de desenvolvimento emocional: Reflexões a partir do trabalho com crianças em situação de risco psicossocial. Tempo Psicanalítico, 50(2), 309-329. Disponível em http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-48382018000200016&lng=pt&tlng=pt

Bollas, C. (2013). Catch them before they fall: The psychoanalysis of breakdown. London/New York: Routledge.

Carroll, L. (2009). Através do espelho e o que Alice encontrou por lá (M. L. X. A. Borges, Trad.). Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar. (Trabalho original publicado em 1872)

Gullar, F. (2015). Toda poesia (21ª ed.). Rio de Janeiro, RJ: José Olympio.

Pinheiro, N. (2017). Sob o fio do paradoxo: A contratransferência como resistência e instrumento clínico. Polêm!ca, 17(4), 1-16. https://doi.org/10.12957/polemica.2017.34308

Pinheiro, N. (2018). Entre a criação e a destruição de mundos: A sobrevivência do analista como metáfora ilusória da (in)consistência egóica do paciente. In I. Motta, A. Rosal, & C. Silva (Orgs.), Psicologia: Relações com o contemporâneo (pp. 277-289). São Paulo, SP: Ideias e Letras.

Winnicott, D. W. (1982a). A capacidade para estar só (I. C. S. Ortiz, Trad.). In D. W. Winnicott (Org.), O ambiente e os processos de maturação (pp. 31-37). Porto Alegre, RS: Artes Médicas. (Trabalho original publicado em 1958)

Winnicott, D. W. (1982b). Teoria do relacionamento paterno-infantil (I. C. S. Ortiz, Trad.). In D. W. Winnicott (Org.), O ambiente e os processos de maturação (pp. 38-54). Porto Alegre, RS: Artes Médicas. (Trabalho original publicado em 1960)

Winnicott, D. W. (1994). O medo do colapso (J. O. A. Abreu, Trad.). In C. Winnicott, R. Shepherd, & M. Davis (Orgs.), Explorações psicanalíticas – D. W. Winnicott (pp. 70-76). Porto Alegre, RS: Artes Médicas. (Trabalho original publicado em 1963)

Winnicott, D. W. (2000a). A preocupação materna primária (D. Bogomoletz, Trad.). In D. W. Winnicott (Org.), Da Pediatria à Psicanálise: Obras escolhidas (pp. 399-405). Rio de Janeiro, RJ: Imago. (Trabalho original publicado em 1956)

Winnicott, D. W. (2000b). Aspectos clínicos e metapsicológicos da regressão no contexto psicanalítico (D. Bogomoletz, Trad.). In D. W. Winnicott (Org.), Da pediatria à Psicanálise: Obras Escolhidas (pp. 374-392). Rio de Janeiro, RJ: Imago. (Trabalho original publicado em 1954)

Winnicott, D. W. (2005). Sum: Eu sou (P. Sandler, Trad.). In D. W. Winnicott (Org.), Tudo começa em casa (pp. 41-51). São Paulo, SP: Martins Fontes. (Trabalho original publicado em 1989)

Winnicott, D. W. (2007). O uso do objeto no contexto de Moisés e o monoteísmo (J. O. A. Abreu, Trad.). In C. Winnicott, R. Shepherd, & M. Davis (Orgs.), Explorações psicanalíticas – D. W. Winnicott (pp. 187-191). Porto Alegre, RS: ArtMed. (Trabalho original publicado em 1989)




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2020v11n3suplp61

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 Esta obra está licenciada com uma licença Attribution 4.0 International (CC BY 4.0)