Um estudo exploratório das informações sobre a fibromialgia em websites brasileiros

Bruna de Souza, Roselania Francisconi Borges

Resumo


A fibromialgia é uma síndrome dolorosa de etiologia desconhecida. No ano de 2017 houve um aumento significativo de buscas na web brasileira com o termo fibromialgia. Esta pesquisa exploratória teve o objetivo de analisar as informações sobre essa síndrome disponíveis em websites brasileiros. Para coleta de dados, empregou-se o termo fibromialgia no site de busca Google. Os filtros de busca foram o intervalo entre 2010-2017 e idioma português. As informações foram sistematizadas e analisadas qualitativamente, mediante divergências e aproximações com a literatura científica. Os resultados indicaram: variabilidade de informações sobre a síndrome na web, refletindo as produções científicas da área; ocorrência de dissonâncias e convergências sobre definição, sintomas, critérios diagnósticos, etiologia e tratamentos; e que as informações da web sobre a fibromialgia estão, predominantemente, sob domínio da ciência médica, com inserção restrita de conteúdos psicológicos.


Palavras-chave


fibromialgia; internet; saúde

Texto completo:

PDF

Referências


Alexa (2018). Top Sites in Brazil. Recuperado em https://www.alexa.com/topsites/countries/BR

Álvares, T. T., & Lima, M. E. A. (2010). Fibromialgia: Interfaces com as LER/DORT e considerações sobre sua etiologia ocupacional. Ciência & Saúde Coletiva, 15, 803-812. doi:10.1590/S1413-81232010000300023

Alves, S. R. (2008). Remédios na Internet Brasileira: Agravos à saúde (Dissertação de Mestrado, Universidade de Brasília). Recuperado de http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/8365/1/2008_SergioRodriguesAlves.pdf

Ávila, L. A., & Terra, J. R. (2010). Histeria e somatização: o que mudou. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, 59(4), 333-340. doi: 10.1590/S0047-20852010000400011

Araújo, R. L. (2006). Fibromialgia: construção e realidade na formação dos médicos. Revista Brasileira de Reumatologia, 46(1), 56-60. doi: 10.1590/S0482-50042006000100011

Avila, L. A., de Araujo Filho, G. M., Guimarães, E. F., Gonçalves, L. C., Paschoalin, P. N., & Aleixo, F. B. (2014). Caracterização dos padrões de dor, sono e alexitimia em pacientes com fibromialgia atendidos em um centro terciário brasileiro. Revista Brasileira de Reumatologia, 54(5), 409-413. doi:10.1016/j.rbr.2014.03.017

Bardin, L. (1977). Análise de Conteúdo. Lisboa: Presses Universitaires de Frances.

Braz, A. S., Paula, A. P., Diniz, M. F. F. M., & Almeida, R. N. (2011). Uso da terapia não farmacológica, medicina alternativa e complementar na fibromialgia. Revista Brasileira de Reumatologia, 51(3), 269-282. doi:10.1590/S0482-50042011000300008

Britto, M. G. D. A. D., Santos, N. D. O., & Lucia, M. C. S. D. (2014). Evento traumático, fibromialgia e complicações na saúde: um estudo de caso. Psicologia Hospitalar, 12(1), 26-48. Recuperado de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-74092014000100003

Camargo, E. P. & Teixeira, M. (2002). Doenças funcionais. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, 5(1), 164-169. Recuperado de http://www.scielo.br/pdf/rlpf/v5n1/1415-4714-rlpf-5-1-0164.pdf

Epifibro (s.d.). Ficha de consulta. Recuperado de http://www.epifibro.com.br/downloads/EPIFIBRO_Consulta.pdf

Focosi, A. S., & Souza, R. M. D. (2016). O mapa da dor crônica na internet: um estudo exploratório. Revista Dor, 17(2), 101-105. doi: 10.5935/1806-0013.20160024.

Fragoso, S., Recuero, R., & Amaral, A. (2015). Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre, RS: Sulina.

Freitas, R. P. A., Andrade, S. C., Spyrides, M. H. C., Micussi, M. T. A. B. C., & Sousa, M. B. C. (2017). Impacto do apoio social sobre os sintomas de mulheres brasileiras com fibromialgia. Revista Brasileira de Reumatologia, 57(3), 197-203. doi: 10.1016/j.rbr.2016.05.002

Galliano, S. A., Campelo, B. P. S., Pacheco, R. L., Latorraca, C. O. C., Trevisani, V. F. M., & Riera, R. (2017). Evidências de revisões sistemáticas Cochrane sobre o tratamento da fibromialgia. Diagnóstico e Tratamento, 22(4), 184-196. doi:10.1002/14651858

Garbin, H. B. D. R., Guilam, M. C. R., & Pereira Neto, A. F. (2012). Internet na promoção da saúde: um instrumento para o desenvolvimento de habilidades pessoais e sociais. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 22, 347-363.

Gil, A. C. (2008). Pesquisa social. In Métodos e técnicas de pesquisa social (6a. ed., pp. 26-32). São Paulo: Atlas.

Google Trends (2018). Fibromialgia: Termo de pesquisa. Recuperado em https://trends.google.com.br/trends/explore?date=2010-01-012017-12-31&geo=BR&q=fibromialgia.

Heymann, R. E., Paiva, E. D. S., Helfenstein Junior, M., Pollak, D. F., Martinez, J. E., Provenza, J. R., ... & Lage, L. V. (2010). Consenso brasileiro do tratamento da fibromialgia. Revista Brasileira de Reumatologia, 50(1), 56-66. doi: 10.1590/S0482-50042010000100006

Heymann, R. E., Paiva, E. S., Martinez, J. E., Helfenstein Jr, M., Rezende, M. C., Provenza, J. R., ... & Souza, E. J. (2017). Novas diretrizes para o diagnóstico da fibromialgia. Revista Brasileira de Reumatologia, 57, 467-476. doi:10.1016/j.rbr.2017.05.006

Hoefler, R., & Dias, C. D. (2010). Fibromialgia: doença obscura e tratamentos indefinidos. Boletim Farmacoterapêutica, (1). Recuperado de http://www.cff.org.br/sistemas/geral/revista/pdf/124/081a088_farmacoterapeutica.pdf

IBGE (2018). Acesso à internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal: 2016. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, Rio de Janeiro, 16p. Recuperado de https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2101543

Jales Junior, L. H., Costa, M. D. D. L., Jales Neto, L. H., Ribeiro, J. P. M., Freitas, W. J. S. D. N., & Teixeira, M. J. (2015). Estimulação elétrica transcraniana por corrente contínua em fibromialgia: Efeitos sobre a dor e a qualidade de vida, avaliados clinicamente e por cintilografia de perfusão cerebral. Revista Dor, 16(1), 37-42. doi:10.5935/1806-0013.20150008

Junior, J. O. O & Almeida, M. B. (2018). O tratamento atual da fibromialgia. Brazilian Journal of Pain, São Paulo, 1(3), 255-252. doi:10.5935/2595-0118.20180049

Junior, M. H., Goldenfum, M. A., & Siena, C. A. F. (2012). Fibromialgia: aspectos clínicos e ocupacionais. Revista da Associação Médica Brasileira, 58(3), 358-365. doi:10.1590/S0104-42302012000300018

Lorena, S. B. D., Pimentel, E. A. D. S., Fernandes, V. M., Pedrosa, M. B., Ranzolin, A., & Duarte, A. L. B. P. (2016). Avaliação de dor e qualidade de vida de pacientes com fibromialgia. Revista Dor, 17(1), 8-11. doi: 10.5935/1806-0013.20160003

Maeda, C., Martinez, J. E., & Neder, M. (2006). Efeito da eutonia no tratamento da fibromialgia. Revista Brasileira de Reumatologia, 46(1), 3-10.

Macedo, D. C. F., Martins-Silva, P. D. O., Gavi, M. B. R. D. O., & Macedo, A. P. D. (2015). Representações sociais de conjugalidade e fibromialgia: desdobramentos na dinâmica conjugal. Temas em Psicologia, 23(4), 987-1002.

Martinez, J. E., Paiva, E. S., Rezende, M. C., Heymann, R. E., Helfenstein Jr, M., Ranzolin, A., ... & de Assis, M. R. (2017). EpiFibro (Registro Brasileiro de Fibromialgia): dados sobre a classificação do ACR e preenchimento dos critérios diagnósticos preliminares e avaliação de seguimento. Revista Brasileira de Reumatologia, 57(2), 129-133. doi:10.1016/j.rbr.2016.07.003

Martins, M. R. I., Gritti, C. C., dos Santos Junior, R., de Araújo, M. C. L., Dias, L. C., Foss, M. H. D. A. A., ... & Rocha, C. E. D. A. A. (2014). Estudo randomizado e controlado de uma intervenção terapêutica grupal em pacientes com síndrome fibromiálgica. Revista Brasileira de Reumatologia, 54(3), 179-184. doi:10.1016/j.rbr.2013.10.005

Mattos, R. S., & Luz, M. T. (2012). Quando a perda de sentidos no mundo do trabalho implica dor e sofrimento: Um estudo de caso sobre fibromialgia. Physis Revista de Saúde Coletiva, 22(4), 1459-1484. doi:10.1590/S0103-73312012000400011

Ministério da Saúde (2014). Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas, 3, 604p.

Moretti, F. A., de Oliveira, V. E., & da Silva, E. M. K. (2012). Acesso a informações de saúde na internet: Uma questão de saúde pública? Revista da Associação Médica Brasileira, 58(6), 650-658.

NIC.br (2017). Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nos domicílios brasileiros: TIC domicílios 2016. São Paulo, SP: Comitê Gestor da Internet no Brasil. Recuperado de https://cetic.br/publicacao/pesquisa-sobre-o-uso-das-tecnologias-de-informacao-e-comunicacao-nos-domicilios-brasileiros-tic-domicilios-2016/

Nunes, S. O. V., Nunes, L. V. A., Moraes, J. B., & Uemura, V. (2012). Transtorno depressivo e fibromialgia: Associação em estresse de vida precoce: relato de caso. Revista Dor, São Paulo, 13(3), 282-286. doi:10.1590/S1806-00132012000300015

Oliveira, R. D. G., Ataídes Marques, D. B., Silva, D. S., Tolotti, L. L., & Vandenberghe, L. (2014). Psicoterapia de grupo para dor crônica: um protocolo. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, 16(2), 62-80. doi:10.31505/rbtcc.v16i2.691

Provenza, J. R., Pollak, D. F., Martinez, J.E., Paiva, E.S., Helfenstein, M., Heymann, R., Matos, J.M.C., & Souza, E.J.R. (2004). Fibromialgia. Revista Brasileira de Reumatologia, 44(6), 443-449. doi:10.1590/S0482-50042004000600008

Ramiro, F. S., Júnior, I. L., da Silva, R. C. B., Montesano, F. T., de Oliveira, N. R. C., Diniz, R. E. A. S., ... & da Costa Padovani, R. (2014). Investigação do estresse, ansiedade e depressão em mulheres com fibromialgia: um estudo comparativo. Revista Brasileira de Reumatologia, 54(1), 27-32. doi: 10.1016/j.rbr.2013.04.006

Rezende, M. C., Paiva, E. S., Helfenstein Jr, M., Ranzolin, A., Martinez, J. E., Provenza, J. R., ... & de Assis, M. R. (2013). EpiFibro–um banco de dados nacional sobre a síndrome da fibromialgia–análise inicial de 500 mulheres. Revista Brasileira de Reumatologia, 53(5), 382-387. doi:10.1590/S0482-50042013000500003

Ribeiro, L. S., & Proietti, F. A. (2005). Fibromialgia e estresse infeccioso: possíveis associações entre a síndrome de fibromialgia e infecções viróticas crônicas. Revista Brasileira de Reumatologia, 45(1), 20-29. doi: 10.1590/S0482-50042005000100005.

Riberto, M., & Pato, T. R. (2016). Fisiopatologia da fibromialgia. Acta Fisiátrica, 11(2), 78-81. doi: 10.5935/0104-7795.20040002

Sarudiansky, M. (2016). Análisis temático sobre la fibromialgia en la prensa escrita Argentina: descripciones generales y el rol de la psicología. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, 20, 25-36. doi:10.1590/1807-57622015.0008

Silva, D. S., Rocha, E. P., & Vandenberghe, L. (2010). Tratamento psicológico em grupo para dor crônica. Temas em Psicologia, 18(2), 335-343. Recuperado de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-389X2010000200008

Silva, D. S. F. D. (2014). O alarme que precisa ser regulado: Os debates médicos sobre a fibromialgia na sociedade brasileira de reumatologia entre as décadas de 1990 e 2010 (Dissertação de Doutorado, Casa de Oswaldo Cruz). Recuperado de https://www.arca.fiocruz.br/xmlui/handle/icict/18932

Silva, L. V. E. R., Mello Jr, J. F., & Mion, O. (2005). Avaliação das informações sobre rinite alérgica em sites brasileiros na rede mundial de computadores (Internet). Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, 71(5), 590-7. doi: 10.1590/S0034-72992005000500008

Sociedade Brasileira de Reumatologia (2011). Fibromialgia: Cartilha para pacientes. Letra Capital.

Sousa, D. D., & Farias, A. K. C. (2014). Dor Crônica e Terapia de Aceitação e Compromisso: um caso clínico. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, 16(2), 125-147. doi: 10.31505/rbtcc.v16i2.696

Steffens, R. A. K., Liz, C. M., Viana, M. S., Brandt, R., Oliveira, L. G. A., & Andrade, A. (2011). Praticar caminhada melhora a qualidade do sono e os estados de humor em mulheres com síndrome da fibromialgia. Revista Dor, 12(4), 327-331. doi:10.1590/S1806-00132011000400008

Stival, M., Saray, R., Cavalheiro, P. R., Stasiak, C., Galdino, D. T., Hoekstra, B. E., & Schafranski, M. D. (2014). Acupuntura na fibromialgia: um estudo randomizado-controlado abordando a resposta imediata da dor. Revista Brasileira de Reumatologia, 54(6), 431-436. doi:10.1016/j.rbr.2014.06.001

Vandenberghe, L., & Ferro, C. L. B. (2005). Terapia de grupo embasada em psicoterapia analítica funcional como abordagem terapêutica para dor crônica: possibilidades e perspectivas. Psicologia: Teoria e prática, 7(1), 137-151.

Vasconcellos-Silva, P. R., Castiel, L. D., Bagrichevsky, M., & Griep, R. H. (2010). As novas tecnologias da informação e o consumismo em saúde. Cadernos de Saúde Pública, 26, 1473-1482. doi:10.1590/S0102-311X2010000800002

Wolfe, F., Smythe, H. A., Yunus, M. B., Bennett, R. M., Bombardier, C., Goldenberg, D. L., ... & Fam, A. G. (1990). The American College of Rheumatology 1990 criteria for the classification of fibromyalgia. Arthritis & Rheumatism: Official Journal of the American College of Rheumatology, 33(2), 160-172. doi:10.1002/art.1780330203

Wolfe, F., Clauw, D. J., Fitzcharles, M. A., Goldenberg, D. L., Katz, R. S., Mease, P., ... & Yunus, M. B. (2010). The American College of Rheumatology preliminary diagnostic criteria for fibromyalgia and measurement of symptom severity. Arthritis Care & Research, 62(5), 600-610. doi: 10.1002/acr.20140




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2021v12n1p52

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 Esta obra está licenciada com uma licença Attribution 4.0 International (CC BY 4.0)