Preparação para a aposentadoria: intervenção em um serviço público municipal

Marlize Paulo da Silva, Lucy Leal Melo-Silva

Resumo


O trabalho ocupa um lugar de centralidade na vida humana, de modo que intervenções acerca da transição trabalho-aposentadoria vêm sendo desenvolvidas objetivando facilitar o desenvolvimento profissional ao longo da vida, sobretudo no estágio de desengajamento. Este estudo objetivou descrever e analisar os resultados de um programa de preparação para a aposentadoria (PPA). Em quatro anos do programa participaram 122 pessoas com idade média de 57 anos (DP=1,52). O programa foi desenvolvido em oito encontros, nos quais foram abordados os seguintes temas: vida financeira, empreendedorismo, saúde e envelhecimento, família, vida social, trajetória socioprofissional e projetos de futuro. Por meio de autoavaliações, comparando a situação pré e pós intervenção, os participantes registraram mudanças relevantes nos sentimentos e recursos internos para enfrentamento da transição trabalho- aposentadoria. Foram apontadas possibilidades de aprimoramento do programa e de implementação de políticas públicas para a aposentadoria e o envelhecimento digno, considerando o cenário econômico e previdenciário brasileiro.


Palavras-chave


trabalho; aposentadoria; desenvolvimento profissional; estágios de desenvolvimento

Texto completo:

PDF

Referências


Amorim, S. M., & França, L. H. F. P. (2019). Retirement well-being: A systematic review of the literature. Temas em Psicologia, 27(21), 155–172. doi:10.9788/TP2019.1-12

Anderson, M. L., Goodman, J., & Schlössberg, N. K. (2012). Counseling adults in transitions: Linking Schlössberg’s theory with practice in a diverse world. (4th ed.). New York, NY: Springer Publishing Company.

Boehs, S. T. M., Medina, P. F., Bardagi, M. P., Luna, I. N., & Silva, N. (2017). Revisão da literatura latino-americana sobre aposentadoria e trabalho: Perspectivas psicológicas. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 17(1), 54–61. doi:10.17652/rpot/2017.1.11598

Camargo, B. V., & Justo, A. M. (2013). IRAMUTEQ: Um software gratuito para análise de dados textuais. Temas em Psicologia, 21(2), 513-518. doi:10.9788/TP2013.2-16

Duarte, C. V., & Melo-Silva, L. L. (2009). Expectativas diante da aposentadoria: Um estudo de acompanhamento em momento de transição. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 10(1), 45–54.

Eismann, M., Verbeij, T., & Henkens, K. (2019). Older workers’ plans for activities in retirement: The role of opportunities, spousal support, and time perception. Psychology and Aging, 34(5), 738–749. doi:10.1037/pag0000377

França, L. H. F. P., Menezes, G. S., Bendassolli, P. F., & Macêdo, L. S. S. (2013). Aposentar-se ou continuar trabalhando? O que influencia esta decisão? Psicologia Ciência e Profissão, 33(3), 548-563. doi:10.1590/s1414-98932013000300004

Freitas, M. C. de; Campos, T. D., & Gil, C. A. (2017). Expectativas e concepções de trabalho na velhice em homens na meia-idade. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, 8(2), 43-64. doi: 10.5433/2236-6407.2016v8n2p43

Heppner, M. J. (1998). The career transitions inventory: Measuring internal resources in

adulthood. Journal of Career Assessment, 6(2), 135–145.

doi:10.1177/106907279800600202

Hermida, P., & Stefani, D. (2012). La jubilación como un factor de estrés psicosocial: Un análisis de los trabajos científicos de las últimas décadas. Perspectivas en Psicología, 8(2), 101-107.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE] (2018). Síntese de indicadores sociais: Uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro, RJ: IBGE.

Lassance, M. C. P., Paradiso, A. C., & Silva, C. B. (2011). Terceira demanda-chave para a orientação profissional: Como ajudar o indivíduo a desenvolver sua carreira? Enfoque Desenvolvimentista e Evolutivo. In M. A. Ribeiro & L. L. Melo-Silva (Eds.), Compêndio de orientação profissional e de carreira: Perspectivas históricas e enfoques teóricos clássicos e modernos (Vol. 1). São Paulo, SP: Vetor.

Leandro-França, C., Murta, S. G., & Iglesias, F. (2014). Planejamento da aposentadoria: Uma escala de mudança de comportamento. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 15(1), 75–84.

Leandro-França, C., Murta, S. G., & Villa, M. B. (2014). Efeitos de uma intervenção breve no planejamento para a aposentadoria. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 14(3), 257–270.

Macêdo, L. S. S., Bendassolli, P. F., & Torres, T. de L. (2017). Representações sociais da aposentadoria e intenção de continuar trabalhando. Psicologia e Sociedade, 29(1), 1–11. doi:10.1590/1807-0310/2017v29145010

Miranda, G. M. D.; Mendes, A. C. G., & Silva, A. L. A. (2016). O envelhecimento populacional brasileiro: Desafios e consequências sociais atuais e futuras. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 19(3), 507-519.

Nardi, H. C. (2014). Ética, trabalho e subjetividade. Porto Alegre, RS: Editora da UFRGS.

Pazzim, T. A., & Marin, A. (2016). Programas de preparação para aposentadoria: Revisão sistemática da literatura nacional. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 17(1), 91–101.

Schlössberg, N. K. (2004). Retire smart, retie happy: Finding your true path in life. Washington, DC: American Psychological Association.

Seidl, J., Conceição, M. I. G.; & Nery, M. P. (2018). Aposentadoria e a dificuldade de dizer adeus ao papel profissional. Revista Brasileira de Psicodrama, 26(1), 133–139. doi:10.15329/2318-0498.20180006

Soares, D. H. P. (2002). A escolha profissional: Do jovem ao adulto. São Paulo, SP: Summus.

Soares, D. H. P. & Costa, A. B. (2011). Aposenta-ação: Aposentadoria para ação. São Paulo, SP: Vetor.

Shultz, K. S., & Wang, M. (2011). Psychological perspectives on the changing nature of retirement. American Psychologist, 66(3), 170–179. doi:10.1037/a0022411

Super, D. E. (1980). A life-span, life-space approach to career development. Journal of Vocational Behavior, 16(3), 282-298.

Wang, M., & Shultz, K. S. (2010). Employee Retirement: A review and recommendations for future investigation. Journal of Management, 36(1), 172–206. doi:10.1177/0149206309347957

Wang, M., & Wanberg, C. R. (2017). 100 years of applied psychology research on individual careers: From career management to retirement. Journal of Applied Psychology, 102(3), 546–563. doi: 10.1037/apl0000143

Zanelli, J. C. (2012). Processos psicossociais, bem-estar e estresse na aposentadoria. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho, 12(3), 329-340.

Zanelli, J. C., Silva, N., & Soares, D. H. P. (2010). Orientação para aposentadoria nas organizações de trabalho: Construção de projetos para o pós-carreira. Porto Alegre, RS: Artmed.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2020v11n2p214

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 Esta obra está licenciada com uma licença Attribution 4.0 International (CC BY 4.0)