Reflexões sobre diagnóstico psiquiátrico à luz da psicologia analítica

Fabiana Pinto de Almeida Bizarria, Mônica Mota Tassigny, Nara Thaís Guimarães Oliveira, Sabrina Leite Cardoso dos Santos Jesuíno

Resumo


Ao adentrar no estudo da Psicopatologia, busca-se neste artigo abordar diferentes concepções sobre a loucura. Além disso, procura-se compreender algumas possíveis origens das perturbações psíquicas, bem como certas descrições das funções psicológicas em seu estado dito alterado. Descreve-se, de modo geral, as especificidades das diversas abordagens existentes em Psicopatologia e, de modo específico, o enfoque dado pela psicologia junguiana. Dessa forma, o estudo realiza a análise da história clínica de uma paciente internada em hospital psiquiátrico, tendo como foco os motivos da internação, os sintomas apresentados e o diagnóstico psiquiátrico definido, segundo classificação do CID-10. Além disso, tenta-se traçar um possível caminho que a Psicologia Analítica daria para a análise do caso. Desse modo, busca-se uma análise psicológica, não mais psiquiátrica, do sujeito em questão, atentando para a singularidade do seu sofrimento psíquico.

Palavras-chave


psicopatologia; diagnóstico psiquiátrico; funções psicológicas

Texto completo:

PDF

Referências


Beauchesne, H. (1989) As origens da psicopatologia. In: H. História da psicopatologia. São Paulo: Martins Fontes.

Jung, C. G. (1982). Áion: Estudos sobre o simbolismo do si-mesmo. Petrópolis: Vozes. v.IX/2. Jung, C. G. (1984). O eu e o inconsciente. 4.ed.Petrópolis: Vozes. v.VII/2.

Jung, C. G. (1985). Fundamentos de psicologia analítica. 3.ed. Petrópolis: Vozes. v.XVIII/1.

Jung, C. G. (1985). A prática da psicoterapia. 2.ed. Petrópolis: Vozes. v.XVI/1. Jung, C. G. (1986). Psicogênese das doenças mentais. Petrópolis: Vozes. v.III.

Jung, C. G. (1994). Estudos psiquiátricos. Petrópolis: Vozes. v.I. Jung, C. G. (1999). Cartas. Tradução Edgar Orth. Petropolis: Vozes.

Jung, C. G. (2006). Memórias, sonhos e reflexões. 1.ed. especial. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Martins, F. (2003). Psicopatologia II – semiologia clínica: Investigação teóricoclínica das síndromes psicopatológicas clássicas. Brasília: ABRAFIPP/Laboratório de Psicanálise e Psicopatologia, UnB.

Silveira, N. (1981). Jung: Vida e obra. 12.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2013v4n2p148

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 Esta obra está licenciada com uma licença Attribution 4.0 International (CC BY 4.0)