Tempo e espaço para a brincadeira de papéis sociais na educação infantil: documentos oficiais e práticas pedagógicas

Kethelen Rossini, Luana Haruka Kawagoe, Cassiana Magalhães

Resumo


O presente artigo objetivou verificar as orientações presentes nos documentos oficiais a respeito da brincadeira de papéis sociais e articulá-las com as implicações na prática pedagógica voltada para as crianças de 3 a 5 anos. Apresenta-se inicialmente uma breve análise dos documentos oficiais da Educação Infantil. A questão norteadora do estudo foi: Qual o tempo e espaço destinado à brincadeira de papéis sociais no contexto da Educação Infantil? Como metodologia utilizou-se a coleta de dados por meio de questionários, além da pesquisa documental, tendo como material os documentos orientadores para a Educação Infantil. Os resultados evidenciaram fragilidades quanto às orientações práticas em relação às brincadeiras de papéis sociais presentes nos documentos oficiais, bem como, a necessidade de estudo e aprofundamento teórico por parte dos professores.


Palavras-chave


Educação Infantil; Documentos Oficiais; Processo de Ensino-Aprendizagem; Teoria Histórico-cultural

Texto completo:

PDF

Referências


ABRANTES. Angelo Antonio. Periodização do desenvolvimento psíquico. Bauru: Faculdade de Ciências UNESP, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Base nacional comum curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf . Acesso em: 23 jul. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Brasília: Ministério da Educação: Secretaria de Educação Básica, 2010. Disponível em: http://www.uac.ufscar.br/domumentos-1/diretrizescurriculares_2012.pdf. Acesso em: 23 jul. 2020

CHAVES, Marta; FRANCO, Adriana de Fátima. Primeira infância: educação e cuidados para o desenvolvimento humano. In: MARTINS, L. M.; ABRANTES, A. A.; FACCI, M. G. D. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016. p. 109-126.

CHEROGLU, Simone; MAGALHÃES, Gisele Modé. O primeiro ano de vida: vida uterina, transição pós-natal e atividade de comunicação direta com o adulto. In: MARTINS, L. M.; ABRANTES, A. A.; FACCI, M. G. D. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016. p. 93-108.

ELKONIN, Daniil Borisovitch. Psicologia do jogo. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LAZARETTI, Lucinéia Maria. Idade Pré-Escolar (3-6 anos) e a educação infantil: a brincadeira de papéis sociais e o ensino sistematizado. In: MARTINS, Lucinéia Maria; ABRANTES, A. A.; FACCI, M. G. D. Periodização histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, SP: Autores Associados, 2016. p. 129-147.

LEONTIEV, Alexis N. Os princípios psicológicos da brincadeira pré-escolar. In: VIGOTSKII, L. S.; LURIA, A. R.; LEONTIEV, A. N. Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 9. ed. São Paulo: Ícone, 2001. p. 119-142.

MARCOLINO, Suzana; BARROS, Flávia Cristina Oliveira Murbach de; MELLO, Suely Amaral. A teoria do jogo de Elkonin e a educação infantil. Revista da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 18, n. 1, p. 97-104, jan./abr. 2014.

MELLO, Suely Amaral. A especificidade do aprender das crianças pequenas e o papel da/o professor/a. In: MAGALHÃES, Cassiana; EIDT, Nadia Mara (org.). Apropriações teóricas e suas implicações na educação infantil. Curitiba: CRV, 2019. p. 93-108.

PARANÁ. [Secretaria de Estado da Educação]. Referencial Curricular do Paraná: princípios, direitos e orientações. [Curitiba: SEED], 2018. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/bncc/2018/referencial_curricular _parana_cee.pdf. Acesso em: 23 jul. 2020.

PASQUALINI, Juliana Campregher; EIDT, Nadia Mara. Periodização do desenvolvimento infantil e ações educativas. In: PASQUALINI, J. C.; TSUHAKO, Y. N. (org.). Proposta pedagógica para a Educação Infantil do Sistema Municipal de Ensino de Bauru/SP. Bauru: Secretaria Municipal de Educação, 2016. p.101-148. Disponível em: http://ead.bauru.sp.gov.br/efront/www/content/lessons/62/Periodiza%C3%A7%C3%A3o %20do%20%20desenvolvimento%20infantil%20e%20a%C3%A7%C3%B5es%20educativas. pdf. Acesso em: 15 jul. 2020.

PASQUALINI, Juliana Campregher; EIDT, Nadia Mara. A educação como produção da humanidade na criança: relação entre natureza e cultura no desenvolvimento humano e a tarefa do processo educativo. In: MAGALHÃES, Cassiana; EIDT, Nadia Mara (org.). Apropriações teóricas e suas implicações na educação infantil. Curitiba: CRV, 2019. p. 59- 80.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVANO, F. O. B.; PASQUALINI, J. C. Brincadeira protagonizada como atividade-guia do desenvolvimento da criança pré-escolar: possibilidades didáticas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO, 7., 2019, Bauru. Anais [...]. Bauru: Unesp, 2019. Disponível em: https://cbe-unesp.com.br/anais/index.php?t=TC2019032908349. Acesso em: 8 ago. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2021v6n1p141

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Educação em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Educação em Análise
Issn: 2448-0320
E-mail: educanalise@uel.br

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença 
Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.