v. 14, n. 27 (2020)

É possível definir o estudo da cultura material como a busca pela explicação e interpretação, em profundidade, dos objetos criados pelo homem e de suas conexões com os fenômenos sociais e com as características relacionadas a determinado período e grupo social, além da investigação sobre qual o significado deste objeto dentro de sua própria sociedade e como esta relação se desencadeou.
A cultura material, associada à vida cultural e prática de uma sociedade, usa do objeto material como suporte de informação e o transforma em documento histórico e fonte de conhecimento, não só relacionado às suas características estéticas e externas, mas também a seus componentes simbólicos e representativos. Ainda, dentro da investigação dos objetos materiais, inúmeros são os fatores que podem ser usados como escopo para pesquisa, já que desde sua idealização até o seu descarte, o objeto experimenta diversos processos e movimentos: sua matéria prima, técnicas aplicadas e a relação com seu entorno são apenas alguns dos tópicos que podem ser discutidos. Também, dentro do contexto de estudos da imagem, esta pode ser usada como transmissora da materialidade da representação e da transformação de um conceito ou ideia em um objeto, e assim, este poderá ser usado e estudado a partir da cultura material.
A capa desta edição da Revista Domínios da Imagem, que abordará o tema “Cultura Material: Objetos, imagens e representações”, traz como referência os traços minimalistas do contorno de um vaso. Não é possível dizer a qual período esse vaso pertence, em qual grupo social ele está inserido, nem de qual material é feito, mas é possível afirmar que o reconhecimento de um objeto pelo observador o insere, quase que automaticamente, em sua própria realidade. Dessa forma, o pesquisador coloca este vaso em determinado tempo e espaço, de acordo com seu estudo, assim como acontece com a pesquisa apresentada para o presente dossiê.
Assim, o presente dossiê mostrará como o estudo da cultura material pode ser amplo e abrangente, ao mesmo tempo em que suas particularidades e detalhes mostram o objeto como parte essencial e representante da sociedade.

Marina dos Santos Gall

Sumário

Expediente

Expediente
 
PDF
1-2

Apresentação

Apresentação de Dossiê
Claudia Eliane P. Marques Martinez
PDF
3-5
Apresentação dos editores
José Rodolfo Vieira, Richard Gonçalves André
PDF
6-8

Artigos do dossiê

André Figueiredo Rodrigues
PDF
9-32
Bruno Bianchi Lopes Gonçalves
PDF
33-54
Emanuelly Mylena Velozo Silva
PDF
55-68
Isabel Drumond Braga
PDF
69-90
Luciana da Silva
PDF
91-115
Maria Aparecida de Menezes Borrego, Igor Alexandre Silva Cassemiro
PDF
116-149
Natália Gomes Turchetti
PDF
150-164
Rogério Ivano
PDF
165-185
Sarah de Lima Mendes
PDF
186-210
Solange Ferraz Lima, Eric Danzi Lemos
PDF
211-228
Vanina Victoria Terraza, Andrés Darío Auteri
PDF
229-253

Artigos gerais

Daniel Silva Aires, Verônica Maria Prokopp Oliveira
PDF
254-276
Marcus Ramusyo de Almeida Brasil
PDF
277-291
Michele Silva da Mata, Aline Freitas da Silva Xavier, Danielli Veiga Carneiro Sondermann, Marcelina das Graças de Almeida
PDF
292-316
Pablo Vinícius Dias Siqueira
PDF
317-335
Thiago Henrique Ramari
PDF
336-353
Wilmo Ernesto Francisco Junior
PDF
354-372

Pesquisas seminais

Brenda Gomes Bazante
PDF
373-396
Guilherme Popolin
PDF
397-417
Jean Gomes Souza
PDF
418-451
Marina dos Santos Galli
PDF
452-473