A Mona Lisa e suas reproduções: uma obra de arte que atravessou os séculos

Marina dos Santos Galli

Resumo


O presente artigo discorre sobre o poder do objeto material inserido no contexto cultural e social, exemplificado pelo quadro renascentista pintado por Leonardo da Vinci, a Mona Lisa. Mais de 500 anos se passaram desde sua criação e seus enigmas continuam a intrigar estudiosos e curiosos pelo assunto. Entre as incertezas de sua origem e de sua unicidade, o estudo sobre esta obra de arte é, ao mesmo tempo, uma investigação sobre o passado e uma referência do presente. Investigação sobre o passado por seu caráter simbólico dentro da história da arte e da cultura do Renascimento italiano, e referência do presente por evidenciar a relevância do estudo da cultura material para o entendimento da sociedade.

Palavras-chave


Cultura material; Mona Lisa; História da arte; Representação

Texto completo:

PDF

Referências


AZZI, Christiane Ferreira. O patrimônio histórico e a cultura material no Renascimento. Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras, Santa Maria, v.21, n.43, p. 353-371, jul./dez. 2011.

BASTIANON, Francesca. Da Giorgio Vasari a oggi: com’è cambiata la visione di leonardo da vinci. 2019. Disponível em: https://ilbolive.unipd.it/it/news/ giorgio-vasari-oggi-come-cambiata-visione-leonardo. Acesso em: 23 ago. 2020.

BBC NEWS BRASIL. A fascinante história dos homens que Leonardo da Vinci amou. 2019. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/vert-cul-50412915. Acesso em: 23 ago. 2020.

BRAGOS, Maíra Pouey. ¿Leonardo da Vinci científico? Em Curso: Revista da Graduação em Filosofia da UFSCar, São Carlos, v. 2, p. 1-11, 2015.

BROTTON, Jerry. The Renaissance: a very short introduction. New York: Oxford University Press, 2006.

DOMINGUES, Petrônio. Cultura Popular: as construções de um conceito na produção historiográfica. História, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 401-419, ago. 2011.

ENCICLOPÉDIA ITAÚ CULTURAL. Dadaísmo. 2018. Disponível em: http://enciclopedia.itaucultural.org.br/termo3651/dadaismo. Acesso em: 23 ago. 2020.

FRAZÃO, Dilva. Marcel Duchamp: pintor e escultor francês. 2019. Disponível em: https://www.ebiografia.com/marcel_duchamp/#:~:text =Marcel%20Duchamp%20(1887%2D1968),28%20de%20julho%20 de%201887. Acesso em: 23 ago. 2020.

GOMBRICH, Ernst Hans Josef. A Harmonia Alcançada: Toscana e Roma, Início do Século XVI. In: GOMBRICH, Ernst Hans Josef. A História da Arte. Rio de Janeiro: Ltc, 2013. Cap. 15. p. 215-245.

HOPE, Charles; MCGRATH, Elizabeth. Artists and Humanists. In: KRAYE, Jill (ed.). The Cambridge Companion to Renaissance Humanism. Cambridge: Warburg Institute, 1996. Cap. 9. p. 161-188.

HUCHET, Stéphane. A História da Arte, disciplina luminosa. Revista da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 21, n. 1 e 2, p. 222–245, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistadaufmg/ article/view/2649. Acesso em: 2 jan. 2021

JOHNSON, Geraldine A. Renaissance Art: A Very Short Introduction. New York: Oxford University Press, 2005.

KEMP, Martin. Mona Lisa. In: KEMP, Martin. Christ to Coke: How Image Becomes Icon. New York: Oxford University Press, 2012. Cap. 5. p. 141-165.

LARA, Tiago Adão. A que veio o Humanismo? Educação e Filosofia, Uberlândia, v. 25, n. 13, p. 211-229, jan. 1999.

LOMBARDO, Giovanna. Andy Warhol e la sua Gioconda. 2017. Disponível em: https://www.mondomarziale.org/andy-warhol-e-la-sua-gioconda. Acesso em: 23 ago. 2020.

MENESES, Ulpiano. O objeto material como documento. Aula ministrada no curso “Patrimônio cultural: políticas e perspectivas”. LAB/CONDEPHAAT, p. 1-15, 1980. Disponível em: https://leiaufsc.files.wordpress.com/2017/08/meneses-u-b-o-objeto-material-como-documento.pdf. Acesso em 29 out. 2019.

NAVES, Filomena. “Há sempre qualquer coisa nova para descobrir em Leonardo da Vinci”. 2019. Disponível em: https://www.dn.pt/cultura/ha-sempre-qualquer-coisa-nova-para-descobrir-em-leonardo-da-vinci-11033696.html. Acesso em: 29 dez. 2020.

REDE, Marcelo. História a partir das coisas: tendências recentes nos estudos de cultura material. Anais do Museu Paulista, v. 4, p. 265-282, jan./dez. 1996.

SCHLESENER, Anita Helena. A escola de Leonardo: Política e educação nos escritos de Gramsci. Brasília: Liber Livro, p.188, 2009.

WOLFFLIN, Heinrich. Renascença e Barroco: estudo sobre a essência do estilo barroco e sua origem na Itália. São Paulo: Perspectiva, 2012.

WILCOX, Marrion. Francesco Melzi, Disciple of Leonardo. Art & Life. v.11, n. 6. p. 294-299. dez. 1919. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/20543107? origin=crossref &seq=6#metadata_info_tab_contents. Acesso em: 23 ago. 2020.

ZIRPOLO, Lilian H. Historical Dictionary of Renaissance Art. 2. ed. Lanham, Maryland: Rowman & Littlefield, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-9126.2020v14n27p452

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Domínios da Imagem
Telefone: 55 (43)3328-4589 
E-mail: dominiosdaimagem2@gmail.com
E-ISSN: 2237-9126