A crítica de televisão no Folhetim (FSP 1977-1989): pensando a TV e o telespectador na redemocratização

Raíssa Haydê Koshiyama de Freitas

Resumo


Este artigo apresenta análises da crítica televisiva do suplemento Folhetim, publicado na Folha de S. Paulo entre 1977 e 1989. As discussões e os temas mais recorrentes foram detectados por meio de um levantamento de toda a crítica publicada no caderno, e um conjunto de artigos e imagens foi selecionado como representativos destes debates centrais. O material foi articulado tendo em vista a perspectiva e a trajetória acadêmica e profissional dos diversos autores analisados, possibilitando um mapeamento histórico deste ambiente de debates. A análise das disputas e dos consensos construídos na crítica é entendida como um caminho para trazer à tona a noção que tinham sobre o papel da comunicação de massa naquele processo democrático, com foco no estatuto do telespectador/cidadão, sendo este o objetivo da investigação. A conclusão é que a crítica da TV desemboca em diferentes diagnósticos sobre a condição do espectador diante do aparelho e sobre as implicações de uma sociedade permeada por imagens. Embora o Folhetim não atinja um consenso em torno da questão, a análise deixa claro como este é um debate crucial, tanto na época como hoje, na medida em que está diretamente ligado à discussão sobre o lugar do cidadão em um país que se redemocratiza.

Palavras-chave


Televisão; Jornalismo; Televisão – História e crítica; Telespectadores

Texto completo:

PDF

Referências


AREIAS, A. O programa do povão. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, 03 jul. 1977.

ARTAXO, Vera. Ah, os bons tempos. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, 28 set. 1980.

BARROS, João. O espelho do sistema. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 3, 18 nov. 1979.

BARROS, João de. Quem é o dono do cavalo? Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, 28 set. 1980.

BERGAMO, Alexandre. Imitação da ordem: as pesquisas sobre televisão no Brasil. Tempo Social, revista de sociologia da USP, v.18, n.1, p. 303-328, 2005.

CARNEIRO, Glauco. Violência a domicilio. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 12-13, 11 dez. 1977.

CASTRO, Tarso de. Boa noite. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p.20, 27 mar. 1977a.

CASTRO, Tarso de. TV Inútil. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 19, 03 abr. 1977b.

CASTRO, Tarso de. “O melhor da televisão veio do rádio” Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, 28 set. 1980.

CERQUEIRA FILHO, Gisálio. A violência fora do vídeo.Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 13, 16 ago. 1981.

CHAGA, Marco Antonio Maschio Cardozo. Rapsódia de uma década perdida: O Folhetim da Folha de S. Paulo (1977-1989). 2000. 259 f. Tese (Doutorado) - Curso de Pós-graduação em Literatura, Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina, 2000.

CIRILLO, Ione. A TV é um instrumento de classe. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 11, 18 nov. 1979.

CIRILLO, Ione; MENDES, Oswaldo (coord.). O aparelho de tevê desintegra a domicílio Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 7-10, 18 nov. 1979.

COUTINHO, Beliza. É fácil culpar a televisão de tudo. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p.4, 18 nov. 1979.

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

DINES, Alberto. Comunicação e poder. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 18, 07 out. 1979.

FAUSTO. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 16, 18 nov. 1979

FASSONI, Orlando. Sem título. Folhetim: Folha de S. Paulo. São Paulo, p.14 06 março 1977a.

FASSONI, Orlando. Conhaque com gelo? Folhetim: Folha de S. Paulo. São Paulo, p. 13 março 1977b.

FASSONI, Orlando. Onde está a cultura? Folhetim: Folha de S. Paulo. São Paulo, 19 jun. 1977c.

FOLHA DE S. PAULO. Manual Geral da Redação. 2. ed. São Paulo: Folha de S. Paulo, 1987.

GLAUCO. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 2, 18 nov. 1979.

GLAUCO. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 16, 12 out. 1980.

GONÇALVES, Marcos Augusto (org.). Pós-tudo: 50 anos de cultura na Ilustrada. São Paulo: Publifolha, 2008.

HAMBURGER, Esther. O Brasil antenado: A sociedade da novela. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

JOTA. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 23, 28 ago. 1977.

KEHL, Maria Rita. O brasileiro não está preparado para ver TV. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, 11 dez. 1977;

KEHL, Maria Rita. O sacrifício dos deuses. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, 24 maio 1981a.

KEHL, Maria Rita. As modas do colonizado. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, 05 jul. 1981b.

KEHL, Maria Rita. O mito do psicanalista. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, 29 nov. 1981c.

MACHADO, Arlindo. Quinze anos de Cid Moreira. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 6-7, 09 set. 1984.

MACHADO, Arlindo. O efeito zapping.Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 2, 07 jan. 1989.

NILSON. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 16, 18 nov. 1979.

NUCCI FILHO, Celso. Humor político ou propaganda? Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 19, 29 abr. 1979a.

NUCCI FILHO, Celso. Pagando pra ver. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 19, 03 jun. 1979b.

NUCCI FILHO, Celso. História da Arte de Elite. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 19, 26 ago. 1979c.

ORTIZ, Renato. A moderna tradição brasileira: Cultura Brasileira e Indústria Cultural. 5. ed. São Paulo: Brasiliense, 2006.

PALHA, Cássia Rita Louro. Televisão e política: o mito Tancredo Neves entre a morte, o legado e a redenção. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 31, n. 62, p. 217-234, dez. 2011.

POLACOW, Patrícia Ozores. O caderno Folhetim e o Jornalismo Cultural na Folha de S. Paulo (1977-1989). 207 f. Tese (Doutorado) – Curso de Processos Comunicacionais, Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2007.

RAMIRO, Mario; GARCIA, José Wagner. O labirinto da reprodução. Folhetim: Folha de S. Paulo. São Paulo, 18 dez. p. 6-7, 1983.

SACRAMENTO, Igor. Depois da revolução, a televisão: cineastas de esquerda no jornalismo televisivo dos anos 1970. São Carlos: Pedro. & João Editores, 2011.

SILVA, Carlos Eduardo Lins da. Mil dias: Os bastidores da revolução de um grande jornal. São Paulo: Trajetória Cultural, 1988.

SILVA, Fernanda Mauricio. Quando a crítica encontra a TV: uma abordagem cultural para a análise da crítica televisiva. Revista Famecos, v. 23, n. 2, 21 mar. 2016.

SILVA, Pedro Paulo da. Jornalismo, telenovela e cultura na coluna “Helena Silveira vê TV” (1970-1984). 176 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Estudos Culturais, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

SILVEIRA, Helena. O grande herói é o consumo. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 11, 18 nov. 1979.

TASCHNER, Gisela. Folhas ao vento: análise de um conglomerado jornalístico no Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

WEINER, Samuel. A ditadura da desinformação. Folhetim: Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 4-5, 29 jan. 1978.

WILLIAMS, Raymond. Television: Technology and cultural form. London; New York: Fontana, 1974.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-9126.2020v14n26p171

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Domínios da Imagem
Telefone: 55 (43)3328-4589 
E-mail: dominiosdaimagem2@gmail.com
E-ISSN: 2237-9126