A intersecção dos planos de Nanni Moretti

Gabriela Kvacek Betella

Resumo


O trabalho se enquadra numa pesquisa disposta a entender a visão da história contemporânea da Itália segundo enredos parcialmente autobiográficos, relacionados a uma problemática de grupo. Investigamos procedimentos cinematográficos que nos permitem afirmar que Nanni Moretti supera a mensagem política e revolucionária, pois sua mira transita entre passado e presente para interpretar de modo equilibrado o sentido político e a complexidade da crise coletiva e individual. A leitura considera as autoanálises dos protagonistas como reflexos das incoerências, acertos e heranças das forças de oposição difundidas desde os anos de 1960. A intenção é analisar o tratamento da “era Berlusconi” e a representação das contradições de um panorama social, um quadro político e um contexto cultural (sobretudo cinematográfico) preocupantes.

Palavras-chave


Nanni Moretti; Autobiografia; Il caimano

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. O autor como gesto. In: AGAMBEN, Giorgio. Profanações. Trad. Selvino J. Assmann. São Paulo: Boitempo, 2007. p. 55-63.

APRILE. Direção: Nanni Moretti. Itália: 1998. (78 min).

BONDANELLA, Peter. Italian cinema. In: BARANSKI, Z. G.; WEST, R. J. The Cambridge companion to modern italian culture. Cambridge: Cambridge University Press, 2001, p. 215-242.

BORGES, Jorge Luis. O tempo circular. In: BORGES, Jorge Luis. História da eternidade. Trad. Heloisa Jahn. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

BRUNETTA, Gian Piero. Cent’anni di cinema italiano. v. 2: Dal 1945 ai nostri giorni.

BRUNETTA, Gian Piero. Cent’anni di cinema italiano. v. 2: Dal 1945 ai nostri giorni. v. 2

CARO DIARIO. Direção: Nanni Moretti. Itália: 1993 (96 min).

D’ARCAIS, Paolo Flores. Fascismo e Berlusconismo. Novos Estudos, n. 91, p. 54- 73, 2011.

DE GAETANO, Roberto. Nanni Moretti: Lo smarrimento del presente. Cosenza: Pellegrini, 2012.

FABRIS, Mariarosaria. Anos de sonho e de sangue. In: KUSHNIR, Beatriz et al. (org.). Anais do XVI Encontro Regional de História da ANPUH-Rio - Saberes e práticas científicas. Rio de Janeiro: ANPUH-Rio, 2014, p. 1-14. Disponível em http://www.encontro2014.rj.anpuh.org/resources/anais/28/1400289817_ARQU IVO_MariarosariaFabris.pdf, acessado em 15 mar. 2017.

FABRIS, Mariarosaria. O cinema italiano contemporâneo. In: BAPTISTA, Mauro e MASCARELLO, Fernando. (org.). Cinema mundial contemporâneo. Campinas: Papirus, 2008. p. 91-106.

GENETTE, Gérard. Fiction et diction. Paris: Seuil, 1991.

GIANFRANCO, Mascia. Qualcosa di sinistra. Genova: Frilli, 2002.

GILI, Jean. A. Nanni Moretti. Roma: Gremese, 2006. IL CAIMANO. Direção: Nanni Moretti. Itália: 2006. (112 min).

IL PORTABORSE. Direção: Daniele Luchetti. Itália: (92 min).

KLINGER, Diana. Escritas de si, escritas do outro: o retorno do autor e a virada etnográfica. 3. ed. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2012.

MICCICHÉ, Lino. “Ecce bombo” di Nanni Moretti. In: MICCICHÉ, Lino. Cinema italiano degli anni ’70. 2. ed. Venezia: Marsilio, 1989. p. 294-295.

PASOLINI, Pier Paolo. Empirismo eretico. 3. ed. Milano: Garzanti, 2010.

QUALCOSA DI SINISTRA. Direção Wolfgang Achtner. Itália: 2007 (52 min).




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-9126.2018v12n22p5

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Domínios da Imagem
Telefone: 55 (43)3328-4589 
E-mail: dominiosdaimagem2@gmail.com
E-ISSN: 2237-9126