Arte parietal de Pompéia: Imagem e cotidiano no mundo romano

Renata Senna Garraffoni

Resumo


O artigo apresenta um debate acerca da relevância dos estudos sobre as sociedades antigas, do dialogo entre a Arqueologia e a História e de como os historiadores abordaram seus estudos a respeito de tal tema. Chama a atenção para as muitas intervenções humanas que as cidades antigas sofreram, mas, como é possível por meio da pintura parietal e dos grafites, promover novas interpretações desse passado. Trata das fontes, e destaca os conflitos e contradições da cidade da Campânia promovidos entre grupos rivais. Esta análise é feita por meio do grafite que permitiu construir outras significações do cotidiano apontando a rivalidade para muito além dos grupos comumente estudados. Destaca que a imagem como uma fonte independente é capaz de expressar significados estéticos e simbólicos, ajuda a construir uma interpretação mais complexa do acontecimento estudado.

Palavras-chave


Cultura material; Grafite; Imagem.

Texto completo:

PDF

Referências


BALDASSARE, I. et al. Pompei: Pitture e mosaici. In: ENCICLOPEDIA dell’arte antica classica e Orientale. Roma, 1993.

BARBET, A. La representation des gladiateurs dans la peinture murale romaine. In: Les Gladiateurs: Lattes, Toulouse, 1987. p. 69-74.

BOMGARDNER, D.L. The story of the Roman amphitheater. Londres: Routledge, 2002.

BURNS, H. Raffaello e ‘quell’antiqua architectura’. In: FROMMEL, C. L. et al. (Org.). Raffaello Architetto. Milão: Ellecta Editrice, 1984. p. 381-404.

CASTRÉN, P. Ordo populesque pompeianus: polity and society in Roman Pompeii. Roma: Bardi Editore, 1983.

CAVICCHIOLI, M.R. As Representações da Sexualidade na Iconografia Pompeiana. 2004. Dissertação (Mestrado) – Unicamp, Campinas, 2004.

DIAS, M.O.S. Hermenêutica do quotidiano na historiografia contemporânea. Projeto História, São Paulo, , n. 17, p. 223-258. nov. 1998.

van DOMMELEN, P. Colonial constructs: colonialism and Archaeology in the Mediterranean. World Achaeology, v. 28, n.3, p. 305-323, 1997.

ETIENNE, R. Pompeii: The Day a City Died. Nova York: Thames and Hudson, 1994.

FEITOSA, L.C. Amor e sexualidade: o masculino e o feminino em grafites de Pompéia. Annablume/Fapesp, 2005.

FUNARI, P.P.A. La cultura popular en la Antigüedad Clásica. Espanha: Editorial Gráficas Sol, 1989.

FUNARI, P.P.A.; JONES, S.; HALL, M. Historical Archaeology: Back from the Edge. London: Routledge, 1999.

FUNARI, P.P.A.; ZARANKIN, A. Abordajes arqueológicos de la vivienda doméstica en Pompeya : algunas consideraciones. Gerión, v.19, 493-512, 2001.

FUNARI, P.P.A. A vida quotidiana na Roma Antiga. S.P: Annablume, 2003.

FUNARI, P.P.A.; CAVICCHIOLI, M.Arte parietal romana e diversidade. MIYOSHI, A.G. et al. Revisão Historiográfica: o estado da questão . Campinas: Unicamp/IFCH, 2005. p.111-124.

GARRAFFONI, R.S. Gladiadores na Roma Antiga: dos combates às paixões cotidianas. São Paulo: Editora Annablume; FAPESP, S.P, 2005.

LA REGINA, A. Sangue e arena. Roma: Electa, 2001.

LANGNER, M. Antike Graffitizeichnungen: Motive. Wiesbaden: Gestaltung und Bedeutung, 2001.

LE GOFF, J. A História Nova. In: LE GOFF, J. (Org.). A História Nova. São Paulo: Martins Fontes, S.P. 2001. p.29-30.

LING, R. Roman Painting. Cambridge: Cambridge University Press, 1991.

LITTLE, A.M.G. The formation of a Roman Style in wall painting. American Journal of Archaeology, v. 49, n. 2, p. 134-142, 1945.

MOELLER, W.O. The riot of AD 59 at Pompeii. in: Historia: Zeitschrift für Alte Geschichte, v. 19, p. 84-95, 1970.

NESSELRATH, A. Raffaello e lo studio dell’antico nel Renascimento. In: FROMMEL, C. L. et al. (Org.). Raffaello Architetto. Milão: Ellecta Editrice, 1984.

PESANDO, F. Gladiatori a Pompei. LA REGINA, A. (org). Sangue e arena. Milão: Electa, 2001. p. 175-197.

STOREY, G.R. Archaeology and Roman Society: Integrating Textual and Archaeological data. Journal Of Archaeological Research, v. 7, n. 3, p.203-248, 1999.

TEODORO, F.P. Raffaello, Baldassar Castiglione e la Lettera a Leone X. Bolonha: Nuova Alfa Editoriale, 1994.

VARONE, A. Gli scavi dal 1748 al 1815. In: D’AMBROSIO, A. (org.). Alla scoperta di Pompei. Milão: Electra. 1998.

ZEVI, F. L’arte ‘popolare.In: FRANCISCI, A. et al. (org.). La pittura di Pompei: Testimonianze dell’arte romana nella zona repolta dal Vesuvio nel 79 d. C. Milão: Jaca Book, 1991. p. 267-273.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-9126.2007v1n1p149

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Domínios da Imagem
Telefone: 55 (43)3328-4589 
E-mail: dominiosdaimagem2@gmail.com
E-ISSN: 2237-9126