Robert Capa: espectador e coadjuvante nos conflitos de seu tempo

Rodolpho Cavalheiro Neto, María Dolores Aybar Ramírez

Resumo


O presente artigo tem como objetivo revisitar a biografia do fotojornalista Robert Capa (1913-1954), a fim de registrar sua condição de espectador – frente às inovações técnicas na fotografia e suas modificações de concepção – e investigar sua postura de coadjuvante nos conflitos bélicos. Paradoxalmente, Capa destacouse como o mais importante fotógrafo de guerra da primeira metade do século XX, mas, ao mesmo tempo, usou sua câmera fotográfica como instrumento para consolidar sua posição de fotógrafo engajado e como arma em sua luta antibelicista. Numa entrevista, deixou claro sua aversão pela guerra: “Eu odeio violência e a coisa que mais odeio é guerra.”


Palavras-chave


Fotojornalismo. Robert Capa – Fotógrafo. Fotojornalismo de guerra. História. Século XX.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2009v5n6p99



Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.