Prazer e dor: possibilidades presentes em Hieronymus Bosch e Bertrand Vannier

Maria Irene Pellegrino de Oliveira Souza

Resumo


Este artigo apresenta a análise de uma pintura e de uma fotografia, a partir da semiótica greimasiana. Leva em consideração os elementos presentes em ambas como meio de mostrar que o prazer e a dor podem ser representados pelos mesmos elementos. É também focalizada a influência direta da experiência na visão: o banco de imagens que cada indivíduo forma é atualizado constantemente e é possível avaliar a distância que se forma entre os sentidos e a bagagem adquirida.

Palavras-chave


Análise Semiótica. Pintura. Expressão Artística. Hieronymus Bosch – Pintor. Bertrand Vannier – Fotógrafo.

Texto completo:

Artigo PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2005v1n1p183



Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.