v. 14, n. 28 (2019)

Idade Média: oralidade e performance

A Idade Média pode ser caracterizada como a cultura da voz e do gesto, como bem a definiram Paul Zumthor (1987) e Jean-Claude Schmitt (1990), e sua expressão literária é indissociável da arte corporal, do contato direto com o ouvinte. Assim, tendo em vista essa característica, o número 28 da revista Boitatá espera receber artigos sobre os seguintes temas: recursos orais nas composições de trovadores e jograis, processo de construção do texto lírico medieval, gestualidade e performance, transmissão e recepção do repertório medieval, circulação de textos e melodias, estruturas métricas e melódicas, liturgia, oralidade e diálogo entre a produção contemporânea e medieval - adaptações, reacriações e traduções.

Edição completa

Ver ou baixar a edição completa PDF HTML

Sumário

Expediente

 
1-4

Editorial

Janaina Marques
5-8

Dossiê

Antoni Rossell
10-20
Maria Incoronata Colantuono Santoro
21-42
Ronald Ferreira da Costa
43-61
Gladis Massini-Cagliari
62-86
Adriana Camprubí Vinyals
87-116

Seção Livre

Daniel Batista Lima Borges
118-129
Maria Viana Schtine Pereira
130-141
Rondinele Aparecido Ribeiro, Francisco Cláudio Alves Marques
142-155
Marcio de Lima Pacheco, Francisco de Assis Costa da Silva, Edilene Leite Alvez
156-176
Yls Rabelo Câmara, Maria Paz Pizarro Portilla
177-190
Alberto Ricardo Pessoa
192-204