Oralidade, poesia e performance em canções de rap como manifestação coletiva

Selma Regina Bonugli

Resumo


Este trabalho consiste em analisar a canção dos Racionais MC’s Negro Drama e comparar seu discurso ideológico, permeado por marcas orais e poéticas com a canção de outro MC, o Criolo, Não existe amor em SP, cuja linguagem estética revela a essência da alma humana. A temática de ambas as canções aborda a violência urbana de São Paulo e as grandes dificuldades e perigos vividos nas favelas das periferias. Na canção dos Racionais, a letra é intensa como a voz dos MC’s ao utilizarem o microfone como poder de denúncia e manifestação contra o Sistema. A música mixada, ao fundo, reflete a consciência do lugar ocupado pelos ouvintes. Em Criolo, o ritmo da música adquire múltiplas escolhas melódicas, incluindo instrumentos musicais. O MC expressa a solidão e o sentimento de desamparo dos paulistanos.


Palavras-chave


Rap; Manifestação; Poesia

Texto completo:

PDF

Referências


BARCELOS, Caco. Profissão repórter: o caos na Praça da Sé. 2007. Disponível em, http://www.youtube.com/watch?v=rzHr-PsZH1Y>. Programa Fantástico Rede Globo de Televisão. Acesso em: 18 jul. 2012.

BENTES, Anna Crhistina; FERNANDES, Frederico. A poesia oral nas bordas do mundo: identidades em movimento nos videoclipes brasileiros de rap . In: LEITE, Eudes Fernando; FERNANDES, Frederico (Org.). Oralidade e Literatura 3: outras veredas da voz. Londrina: EDUEL, 2007.p. 123-138.

BIJÓIAS, Maria. Griots: os intérpretes da História Africana. Disponível em: < http://www.ruadireita.com/musica/info/griots-os-interpretes-musicais-da-historia-africana/ > Acesso em: 17 jul. 2012.

BUARQUE, Chico de Holanda. A canção, o rap, Tom e Cuba, Segundo Chico . Entrevista realizada em 26/12/2004. In Folha de São Paulo; Disponível em: http://www.chicobuarque.com.br/texto/entrevistas/entre_fsp_261204c.htm. Acesso em: 16 Jul. 2012

COQUEIRO, Haley. Não Existe Amor Em SP (Mas Talento, Sim!). Publicado em 27/06/2011. Disponível em < http://www.osinvicioneiros.com.br/2011/06/nao-existe-amor-em-sp-mas-talento-sim.html > Acesso em: 13 Jul. 2012.

CRIOLO. Não Existe Amor em SP. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=f35HluEYpDs >Acesso em: Jul. de 2012.

CRIOLO e VELOSO, Caetano. Não existe amor em SP. Disponível em: Acesso em: 12 Jul. 2012.

DAYRELL, Juarez. A MÚSICA ENTRA EM CENA O rap e o funk na socialização da juventude. Belo Horizonte:UFMG. 2005. 21-55.

FINNEGAN, Ruth. O que vem primeiro: o texto a música ou a performance? In MATOS, Claudia Neivas de; TRAVASSOS, Elizabeth e MEDEIROS, Fernanda Teixeira de. Palavra Cantada: ensaios sobre Poesia, Música e Voz. Rio de Janeiro: Viveiros de Castro, 2008.

GABRIELA, Marília. De Frente com Gabi: SBT. Entrevista exibida em 18/01/2012. Disponível em: Acesso em: 20 Jul. 2012.

GASPAR, Rapper. Rap e Repente: do tecer das rimas ao canto falado. Documentário de Tortino R. Andréia. Postado em 03/07/2009. Disponível em: < http://www.youtube.com/watch?v=2Fdt_Pitjgw> Acesso em: 20 jul. 2012.

GLOBO NEWS. Disponível em < http://www.youtube.com/watch?v=8vdJEeW2UEk> Acesso em: 11 Jul. 2012

HAVELOCK, Eric. A. A Revolução da Escrita na Grécia e suas Consequências culturais. Trad. Ordep José Serra. São Paulo: Edunesp/ Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

MANO BROWN. Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=7Kni_KvBhMI Acesso em: 10 Jul. 2012.

MARIA, Glória. Profissão repórter: o caos na Praça da Sé. 2007. Disponível em http://www.youtube.com/watch?v=rzHr-PsZH1Y>. Programa Fantástico Rede Globo de Televisão. Acesso em: 15 jul. 2012.

MURANO, Edgard. A homenagem de Chico Buarque ao rapper Criolo retoma o antigo diálogo entre o canto falado e a MPB. Revista de Língua Portuguesa. Disponível em: Acesso em: 20 jul. 2012.

NASCIMENTO, Jorge. Cultura e Consciência: a função do Racionais MC’s.: Z Revista Cultural Revista Virtual do Programa Avançado de Cultura Contemporâne, ano 5, n 3, 2009. Disponível em: < http://revistazcultural.pacc.ufrj.br/cultura-e-conscienciaa-%E2%80%9Cfuncao%E2%80%9D-do-racionais-mcs-de-jorge-nascimento/ . Acesso em: 20 jul. 1012.

NOGUEIRA, Bruno Torturra. Autor do disco mais elogiado : todo mundo tem fome. Se não é de feijão e farinha, é de amor.Revista Trip, n 203, 2012. Disponível em: http://revistatrip.uol.com.br/revista/203/paginas-negras/criolo.html. Acesso em: 20 jul. 2012.

PELEN, Jean-Noël. Memória da literatura oral: a dinâmica discursiva da literatura oral: reflexoões sobre a noção de etnotexto. Trad. Maria T. Sampaio. História e oralidade (PUCSP) v.22. p. 49-77, 2001.

SODRÉ, Muniz. O social irradiado: violência urbana, neogrotesco e mídia. São Paulo: Cortez, 1992. p. 9-61.

SCHUSTERMAN, Richard. Estética rap: violência e a arte de ficar na real. In: DARBY, Derrick; SHELBY, Tommie. Hip Hop e a filosofia. São Paulo: Madras, 2006. p. 68-69

SCHUSTERMAN, Richard. Vivendo a arte: o pensamento pragmatista e a estética popular. São Paulo: Editora 34, 1998.

TAKEDA, Anna Carolina Botelho. Virada Cultural?. Centro de Mídia Independente (CMI Brasil). 2007. Publicado em 15/05/2007. Disponível em: < http://www.midiaindependente.org/pt/red/2007/05/382036.shtml > acesso em: 19 jul. 2012.

TATIT, Luiz. O Século da Canção. São Paulo: E.Ateliê Editorial. 2008.

TATIT, Luiz. Semiótica da canção: melodia e letra. 2. ed. São Paulo: Escuta, 1999.

ZUMTHOR, Paul. Escritura e nomalismo. Trad. Jerusa P. Ferreira e Sônia Queiroz. São Paulo: Ateliê, 2005.

Z REVISTA CULTURAL. Disponível em: < http://revistazcultural.pacc.ufrj.br/cultura-econsciencia-a-%E2%80%9Cfuncao%E2%80%9D-do-racionais-mcs-de-jorge-nascimento/ >. Acesso em: 20 jul. 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428