O colonialismo e o pós-colonialismo na literatura indígena: uma análise de Todas as vezes que dissemos adeus, de Kaka Werá Jecupé

Emilene Corrêa Souza

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo refletir sobre as marcas do colonialismo na cultura indígena e as mudanças sofridas ao longo dos períodos colonial e pós-colonial. Tomando como base de reflexão autores como Boaventura de Sousa Santos, Lúcia Sá, Mary Louise Pratt e Ruth Finnegan, busca-se verificar como é o discurso indígena na literatura, sendo analisada a obra Todas as vezes que dissemos adeus (1994), de Kaka Werá Jecupé.


Palavras-chave


Colonialismo; Pós-colonialismo; Tradição Oral; Cultura Indígena; Literatura Indígen

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Inês de. Desocidentada: experiência literária em terra indígena. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

ALMEIDA, Sandy Anne Czoupinski de. Histórias de índio, de Daniel Mundukuruku, e Will’s Garden, de Lee Maracle: afirmando a identidade indígena pela literatura. Monografia. Graduação em Letras. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2008. Disponível em: . Acesso em: 11 jul. 2012.

BONNICI, Thomas. Introdução ao estudo das literaturas pós-coloniais. Mimesis, Bauru, v. 19, n. 1, p. 7-23, 1988. Disponível em: . Acesso em: 11 jul. 2012.

BOURDIEU, Pierre. As regras da arte: gênese e estrutura do campo literário. Trad. Maria Lucia Machado. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

BRASIL. Lei n. 6.001, de 19 de dezembro de 1973. Dispõe sobre o Estatuto do Índio. Disponível em: . Acesso em: 15 jul. 2012.

FINNEGAN, Ruth. O significado da literatura em culturas orais In: QUEIROZ, Sônia (org.). Tradição oral. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2006. p. 64-104. Disponível em : . Acesso em: 21 jun. 2012.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. Aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 dez. 1970. Trad. Laura Fraga de Almeida Sampaio. 14. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2006.

JECUPÉ, Kaka Werá. Ore awé roiru’a ma: todas as vezes que dissemos adeus – Whenever We Said Goodbye. Fotos Adriano Gambarini. 2. ed. São Paulo: TRIOM, 2002.

PRATT, Mary Louise. Transculturação e autoetnografia: Peru 1615/1980 In: SANCHES, Manuela Ribeiro (org.). Deslocalizar a “Europa”: antropologia, arte, literatura e história na pós-colonialidade. Lisboa: Cotovia, 2005. p. 231-258.

SÁ, Lúcia. Anti-colonialismo na pós-colônia: Kaka Werá Jecupé ou a literatura indígena da megalópolis. In: SANCHES, Manuela Ribeiro (org.). Portugal não é um país pequeno: contar o império na pós-colonialidade. Lisboa: Cotovia, 2006.

SANTOS, Boaventura de Souza. Entre Próspero e Caliban: colonialismo, pós-colonialismo e inter-identidade. In: A gramática do tempo: para uma nova cultura política. 2. ed. . São Paulo: Cortez, 2008. v. 4, p. 227-249.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428