Imagens da Matinta Perera em contexto amazônico

Josebel Akel Fares

Resumo


Este estudo apresenta uma pesquisa sobre a matinta perera, personagem da mítica amazônica. A urdidura do artigo compreende o processo de trabalho e a síntese das conclusões. A primeira parte apresenta os aspectos metodológicos da pesquisa, como as escolhas da personagem, do local da pesquisa, do corpus de narrativas, da composição das cenas, e, posteriormente, estuda o narrador, performance e repertórios. A parte seguinte apresenta o estudo que envolve as configurações do mito, [matintas aéreas e terrestres]; a leitura do tempo e do espaço da epifania, os elementos mágicos que protegem os locais e as pessoas da aparição, o fado e o perdão e, por fim, o assobio, como elementos variantes e invariantes. As narrativas estudadas fazem parte do corpus do Projeto “O imaginário nas formas narrativas orais da Amazônia paraense” (IFNOPAP/UFPA), e centrou-se em Bragança, município do nordeste paraense.


Palavras-chave


Matinta; Imaginário; Mitopoética

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W. Sobre a Lógica das Ciências Sociais in Adorno, São Paulo: Ática, 1986.

BAROJA, Julio Caro. As bruxas e o seu mundo. Tradução Joaquim Silva Pereira. Lisboa: Vega, 199-.

BENJAMIN, Walter. Magia e Técnica, Arte e Política: Ensaios sobre literatura e história da cultura. (Obras Escolhidas). Tradução: Sérgio Paulo Rouanet. 6. ed. São Paulo: Brasiliense, 1993 v.1

CALS, Suely. Caldeirão da Bruxa. Belém: CEJUP, 1997.

CASCUDO, Luis da Câmara. História dos Nossos Gestos.Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo:EDUSP,1987

CASCUDO, Luis da Câmara.Dicionário do Folclore Brasileiro. 6. ed. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1988.

DELUMEAU, Jean. História do Medo no Ocidente (1300-1800), uma cidade sitiada. Tradução Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

EVANS-PRITCHARD,E.E. Bruxaria, Oráculos e Magia entre os Azande. Tradução Eduardo de Castro.Rio de Janeiro: Zahar,1978.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira,1975.

GALVÃO, Eduardo. Santos e Visagens: um estudo da vida religiosa de Itá - Baixo Amazonas. 2.ed. São Paulo: Editora Nacional; Brasília: INL - 1976.

GINSBURG, Carlo. Os Andarilhos do Bem: Feitiçaria e Cultos Agrários nos séculos XVI e XVII. Tradução Jonatas Batista Neto.São Paulo: Companhia das Letras, 1988

GRENAND, Françoise e FERREIRA, Epamimondas. Pequeno Dicionário de Língua Geral. Manaus: SEDUC, 1989 (Série Amazonas. Cultura Regional)

KRAMER, Heirich e SPRENGER, James. O Martelo das Bruxas. 5.ed. Rosa dos Tempos: 19--. [Título original : Malleus Maleficarum,1484 ]

MAGALHÃES, Basílio de. O Folclore no Brasil. 3ª ed. Rio de Janeiro: O Cruzeiro, 1960.

MAGALHÃES, Couto. O Selvagem. Belo Horizonte: Itatiaia, São Paulo: EDUSP, 1975.

MÉTRAUX, Alfred. A Religião dos Tupinambás e suas relações com as demais tribos tupi-guaranis. 2. ed. São Paulo:Editora Nacional; EDUSP, 1979.

MONTEIRO, Walcyr. A matinta Perera in Nosso Pará. - Belém, setembro 97, n. 4.

NERY, E. J. de Santa - Anna. O País das Amazonas. Tradução Ana Mazur Spira. Belo Horizonte: Itatiaia, São Paulo: EDUSP, 1979.

OLIVEIRA, José Coutinho. Lendas Amazônicas. 1916.

ORICO, Oswaldo. Os Mythos Ameríndios: sobrevivências na tradição e na literatura brasileira. Rio de Janeiro: São Paulo: Limitada, 1929.

SOUZA, Laura de Melo e. Feitiçaria na Europa Moderna. 2a. Edição. São Paulo: Ática, 1995.

VERÍSSIMO, José. As Populações Indígenas e Mestiças na Amazônia: sua linguagem, suas crenças e seus costumes. Revista Trimestral do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, v. 50, p. 285-390, 1887.

ZUMTHOR, Paul. A Letra e a Voz: a literatura medieval. Tradução de Amálio Pinheiro e Jerusa Pires Ferreira - São Paulo: Companhia das Letras, 1993.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boitatá
E-ISSN: 1980-4504
Universidade Estadual de Londrina
E-mail: boitata@uel.br
Telefone: (43) 33714428