Efeito da reposição fitoterápica com isoflavonas na histomorfometria do tecido ósseo de ratas Wistar ooforectomizadas

Juliana Roncini Gomes da Costa, Alana Ludemila de Freitas Tavares, Gladson Ricardo Flor Bertolini, Rose Meire Costa, Lucinéia de Fátima Chasko Ribeiro

Resumo


Introdução: Com o aumento na expectativa de vida da população, morbidades como a osteoporose estão mais presentes na vida de idosos e, principalmente, de mulheres que sofrem de afecções relacionadas com a menopausa. Para tentar prevenir a ocorrência dessa doença que afeta a densidade óssea, facilitando o acometimento por fraturas, estudos vêm sendo conduzidos com a utilização da terapia de reposição hormonal, voltadas para substâncias químicas que possam desempenhar a mesma função dos hormônios naturais, porém sem os efeitos colaterais encontrados na terapia medicamentosa. Objetivo: O presente estudo avaliou a influência do fitoestrógeno isoflavona na histomorfometria do tecido ósseo de ratas, submetidas à ooforectomia. Métodos: 30 ratas Wistar foram distribuídas em três grupos: controle (G1, n=10); ooforectomia (G2, n=10); e oofrectomia e fitoestrógeno (G3, n=10). Imediatamente após a ooforectomia, os animais dos grupos G3 foram tratados com isoflavona (0,25 mg/kg/dia) diluída em álcool benzílico 5% e óleo de milho 95%, duas semanas, via injeção subcutânea. Na sequência, todos os animais foram eutanasiados em guilhotina, as tíbias direitas coletadas e processadas para análise histomorfométrica em microscopia de luz. Resultados: A área do canal medular e a espessura do tecido ósseo cortical da tíbia, tanto G2 como G3, não revelaram variações teciduais significativas. Conclusão: Os modelos não foram efetivos na remodelação óssea de ratas Wistar ooforectomizadas.


Palavras-chave


osteoporose; medicamentos fitoterápicos; ovariectomia; tíbia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Biosaúde
E-ISSN: 2525-555X
Email: biosaude@uel.br