A Escravidão em sala de aula: a desvitimização de cativos como humanização das populações de origem africana

Willian Robson Soares Lucindo

Resumo


O presente artigo pretende analisar a inserção (ou não) das renovações historiográficas sobre o período escravista no livro didático A Escrita da História. Reconhece-se que esta inserção, ao permitir vislumbrar a perspectiva escrava, rompendo com a noção de “escravo coisa” e mera vítima do sistema, humaniza as populações cativas de origem africana no Brasil e suas experiências no ensino de história, ainda, questiona as estratégias de dominação ao longo do tempo.

 


Palavras-chave


Ensino de história; Populações de origem africana; Escravidão; Livro didático

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2010v3n6p879



Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

PPG-HSCNPQRevista da ABPN foi a indexada a ERIHPLUS-European REference Index for the  Humanites and Social...Indexadores
Directory of Open Access Journals – DOAJDORA