Investigação sobre a transversalidade social, disciplinar e geográfica de um modelo de ensino-aprendizagem da história através de fontes objetuais e criação de museus de aula

Glória Solé, Nayra Llonch

Resumo


O artigo parte da problemática da percepção e compreensão histórica, indispensável para construir uma cidadania crítica, dos cidadãos do futuro (o aluno da educação primária), assim como dos futuros professores que vão ensinar os alunos no futuro (estudantes de licenciatura de educação primária). Apresenta-se dois modelos de ensino-aprendizagem de história implementados nos dois estudos de caso adaptados a idades e contextos geográficos distintos (caso 1: estudantes de magistério de uma universidade espanhola e no caso 2 alunos de educação primária portugueses). Apresenta-se os resultados dos modelos em ambos os contextos e destaca-se a transversalidade social, disciplinar e geográfica do modelo de ensino-aprendizagem proposto.

Palavras-chave


Educação histórica; Modelo; Ensino através dos objetos; Museu de sala de aula; Transversalidade

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Liliana. Ver, tocar e sentir a Maia: um projeto de Mediação Patrimonial no Museu de História e Etnologia da Terra da Maia. 2015. Dissertação (Mestrado em Museologia) -Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto, 2015.

EGEA, Alejandro; ARIAS, Laura. La arqueología llega a las aulas. Objetos y otras fuentes primarias para la enseñanza de la historia. In: SOLÉ, Glória (ORg.). Educação Patrimonial: contributos para a construção de uma consciência histórica. Braga: Centro de Investigação em Educação (CIEd), 2015. p. 151-169.

BARNSDALE-PADDOK, Linda; HARNETT, Penelope. Promoting play in the classroom; children as curators in a classroom museum. Primary History, London, v. 30, p. 19-21, 2002.

BONASTRA, Quim; JOVÉ, Glòria; LLONCH, Nayra. (Inter)(Trans)disciplinariedad em formación de maestros. Aula de Innovación Educativa, Barcelona, v. 239, p. 16-22, 2015.

CAINELLI, Marlene. Educação Histórica: perspectivas de aprendizagem da história no ensino fundamental. Educar em revista, Curitiba, n. esp., p. 57-72, 2006.

COOPER, Hilary. History in the Early Years: Teaching and Learning in the first three Years of School. London: Routledge, 1995.

COOPER, Hilary. The Teaching of History in Primary Schools- Implementation the Revised National Curriculum. 3. ed. London: David Fulton, 2005.

CORBIN, Juliet; STRAUSS, Anselm. Basics of qualitative research. Techniques and procedures for Developing Grounded Theory. Thousand Oaks, CA: Sage, 2008.

DURBIN, Gail; MORRIS, Susan; WILKINSON, Sue. A Teacher’s Guide to Learning from Objects. London: English Heritage, 1996.

FERNANDES, Carmen. A explicação histórica com base nos artefactos: um estudo com alunos do 3º ciclo do ensino básico. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Minho, 2009.

HARNETT, Penelope. Shared Heritages? Investigating Ways of life in the Past to promote European Consciousness with Children in Primary schools. In ROSS, Alistair (Ed.) Citizenship Education: Europe and the World. London: CiCe, 2006, pp.169-174.

HAWKES, Angela. Objects or Pictures in the Infant Classroom? Teaching History, v. 85, p. 30-35, 1996.

HISTORICAL ASSOCIATION’S OCCASIONAL PAPER. School Museums and Primary History. London, 1994.

HOODLESS, Pat. Time and Timelines in the Primary School. London: Historical Association, 1996.

JOVÉ, Glòria. Viatges escolars a través del temps a partir d’un quadern de rotació del mestre Pau Farrús. Mascançà. Revista d’estudis del Pla d’Urgell, anuari, v. 6, p. 45-60, 2015.

KERRIGAN, Sonia. Creating a community school museum: theory into practice. Internacional Journal of Historical Learning, Teaching and Research, New York, v. 2, n. 1, p. 1-7, 2001.

LLONCH, Nayra. El método por descubrimiento en la enseñanza de ciencias sociales: ejemplificación y análisis. In: ÁVILA, R. M.; RIVER, P.; DOMÍNGUEZ, P. (Ed.). Metodología de investigación en Didáctica de las Ciencias Sociales. Zaragoza: Institución Fernando el Católico, 2010. p. 597-606.

LLONCH, Nayra; MARTÍN, Carolina. Los códigos QR y su potencial como herramientas de educación patrimonial interdisciplinar en las aulas. In: GUZMÁN, María (Ed.). Patrimonio y educación. una propuesta integradora. Granada: Universidad de Granada, Junta de Andalucía, 2016. p. 167-177.

MARGERY, Enrique. Complejidad, transdisciplinariedad y competencias. Cinco viñetas pedagógicas. Costa Rica: Uruk Editores, 2010.

MCGUIRE, Margit. Storypath Foundations: An Innovative Approach to Teaching Social Studies. Chicago, IL: Everyday Learning Corporation, 1997.

NICOLESCU, Basarab. La transdisciplinariedad Manifiesto. México: Multidiversidad Mundo Real Edgar Morín, 2009.

NULTY, Patricia. Talking about artefacts at Key Stage 1. In: HOODLESS, Pat (Ed.). History and English in Primary School: Exploting the Links, London: Routledge, 1998. p. 20-34.

PINTO, Maria Helena. Educação histórica e patrimonial: conceções de alunos e professores sobre o passado em espaços do presente. 2011. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Minho, Braga, 2011.

REPÚBLICA PORTUGUESA. Ministério de Educação. Metas de aprendizagem. 2010. Disponível em: http://metasdeaprendizagem.dge.mec.pt/metasdeaprendizagem.dge.mec.pt/index.html. Acesso em: 17 set . 2016.

RIBEIRO, Flavio. O pensamento arqueológico na sala de aula de História. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Minho, Braga, 2002.

SABATÉ, Miquel; GORT, Roser. Museos y comunidad. Un museo para todos los públicos. Gijón: Ediciones Trea, 2012.

SANTACANA, Joan; LLONCH, Nayra. Manual de didáctica del objeto en el museo. Gijón: Ediciones Trea, 2012.

SINGER, Judith; SINGER, Alan. Creating a museum of family artifacts. Social Studies and the Young Learner, v. 17, n. 1, p. 5-10, 2004a.

SINGER, Judith; SINGER, Alan. Building a family history file: a family artifact museums project. Social Studies and the Young Learner, v. 17, n. 1, p. 17-18, 2004b.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora; GARCIA, Tania Braga. O trabalho com objetos e as possibilidades de superação do sequestro da cognição histórica: estudo de caso com crianças nas séries iniciais. In: SCHMIDT, Maria Auxiliadora; GARCIA, Tania Braga (Eds.). Perspectivas de Investigação em Educação Histórica. Curitiba: UFPR, 2007. v. 1, p. 52-57.

SOLÉ, Glória. A História no 1.º Ciclo do ensino básico: a concepção do tempo e a compreensão histórica das crianças e os contextos para o seu desenvolvimento. 2009. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Minho, Braga, 2009.

SOLÉ, Glória. A museum in the classroom: learning History from objects. Primary History, London, v. 61, p. 20-22, 2012a.

SOLÉ, Glória. O museu de sala de aula: aprender história com os objectos. In SCHMIDT, Maria Auxiliadora (Ed.). Atas do XII Congresso Internacional Jornadas de Educação Histórica “Consciência Histórica e as novas tecnologias da informação e comunicação”, Curitiba: LAPEDUH (CD/Rom), 2012b, pp. 315-332.

VAL DEL OMAR, José. Estampas. Documentary. 1932. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=4iti1MZOdeA. Acesso em: 10 set. 2016.

VELLA, Yosanne. Extending Primary Children's Thinking of the use of artefacts. Internacional Journal of Historical Learning, Teaching and Research, New York, v. 1, n. 2, p. 1-11, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-3356.2016v9n18p87

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Antíteses
Londrina/PR - Brasil
ISSN: 1984-3356

antiteses@uel.br

PPG-HSCNPQRevista da ABPN foi a indexada a ERIHPLUS-European REference Index for the  Humanites and Social...Indexadores
Directory of Open Access Journals – DOAJDORA