Do velho ao novo: contextualização das infecções virais na infância

Arnildo Linck Júnior, Flávia Lopes Gabani

Resumo


Refletir sobre a história natural dos seres humanos e dos agentes microbiológicos é perder-se entre vernáculos. Ora, julgamo-nos agentes de combate, ora somos subjugados à condição de vítima, de um algoz invisível e de grande capacidade adaptativa. Nessa interação que oscila entre os estados de parasitismo ou comensalismo, não nos é permitido o papel de cooperador, ou de convivermos numa espécie de mutualismo com diferentes seres causadores de diferentes doenças. Porque, quando permitimos a replicação, multiplicação e disseminação de vírus, bactérias e outros microrganismos patogênicos, negligenciando orientações individuais e coletivas, estamos alimentando uma cadeia funesta de acontecimentos que terminará com o extermínio definitivo de um dos lados dessa guerra pela sobrevivência. E cotidianamente  somos confrontados e provocados a escolher de que lado ficar. Historicamente atravessamos décadas e séculos em que, a despeito da evolução farmacológica e das áreas da saúde, aceitamos a condição de vítimas de pandemias, regionais e globais. A ironia posiciona-se perante o pedestal da história e demonstra-nos que se de um lado houve o surgimento e a expansão das Unidades de Terapia Intensiva (UTI), as cifras das vítimas por vezes são expressas em milhões. Nessa trajetória temporal houve diferentes protagonistas, como: Influenza, Metapneumovírus, Adenovírus, Coronavírus e, com avidez por crianças, o Vírus Sincicial Respiratório, que novamente corrompe paradigmas, deixando para outras épocas o status da sazonalidade. São guerras silenciosas que não escolhem vencedores, mas flertam com o genocídio. Guerras que requerem empatia pelos suscetíveis e distanciamento de atitudes que prezam unicamente pela vaidade e egocentrismo.


Palavras-chave


Infecções Virais; Pediatria; Hospitalização; Bronquiolite; Infecção pelo SARS-CoV-2

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/anh.2022v4.id45387

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Advances in Nursing and Health

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Adv. Nurs. Health
E-ISSN: 2675-1798
E-mail: anh@uel.br
   Sumários.org