ATORES QUE PRODUZEM E MOLDAM O ESPAÇO URBANO: A AUTOCONSTRUÇÃO COMO EXPRESSÃO DO SABER POPULAR NA OCUPAÇÃO DO CÓRREGO SEM DÚVIDA EM LONDRINA (PARANÁ, BRASIL)

Ariel Pereira da Silva Oliveira, Agda Natalia Davi, Ideni Terezinha Antonello

Resumo


O objetivo central do presente artigo é a discussão geográfica da autoconstrução como expressão do saber popular e se justifica pelo fato de que essa população ao ocupar e construir por conta própria, muitas vezes em locais irregulares, se colocam como importantes agentes na produção do espaço urbano e tem sua ação a margem do planejamento técnico, presente nos documentos oficiais como o plano diretor. O recorte geográfico foi a ocupação Córrego Sem Dúvida no município de Londrina (PR). A metodologia envolveu: revisão bibliográfica, trabalho de campo e entrevistas.


Palavras-chave


autoconstrução; saber popular; espaço urbano.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, R. Filosofia da ciência: Introdução ao jogo e suas regras. 8. ed. São Paulo: Brasiliense, 1986.

FALS BORDA, O. La ciencia y el pueblo. In: GROSSI, F. V.; GLANTTEN, V.; WIT, T. (Orgs.). Investigacio?n participativa y praxis rural: nuevos conceptos en educacio?n y desarrollo comunal, Lima: Mosca Azul Editores, p. 19 – 47.

FERNANDES, B, M. The occupation as a form of access to land. In: International Congress of The Latin american Studies Association, 23., 2001, Washington. Anais… Washington, 2001, p. 1–38. Disponível em: . Acessado em 20 Out. 2019.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1991.

MARICATO, E. Autoconstrução, a arquitetura possível. In: MARICATO, Ermínia (Org.). A produção capitalista da casa (e da cidade). 2. ed. São Paulo: Editora Alfa-Omega, 1982, p. 71 – 93. Disponível em: . Acessado em 25 mar. 2020.

MARICATO, E. Habitação e cidade. 7. ed. São Paulo: Atual, 1997.

MARICATO, E. Metrópole, legislação e desigualdade. Estudos Avançados, São Paulo, v. 17, n. 48, p. 151 – 167, 2003.

RAMÍREZ, A. V. La teoría del conocimiento en investigación científica: una visión actual. Anales de la Facultad de Medicina, v. 70, n. 3, p. 217 – 224, 2009.

SANTOS, I. E. Manual de Métodos e técnicas de pesquisa científica. 5. ed. Niterói: Impetus, 2005.

SAQUET, M. A. Saber popular, práxis territorial e contra-hegemonia. Rio de Janeiro: Consequência, 2019.

SILVA, H. C. H.; BINOTTO, E.; VILPOUX, O. F. Cooperação e compartilhamento de informação entre os atores sociais em um assentamento rural. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 6, n. 1, p. 89-108, jan./jun. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Geographia Opportuno Tempore
UEL - Londrina
EISSN: 2358-1972
E-mail: revista.opportuno.tempore@gmail.com
REDIB