O currículo e o objeto de estudo da Geografia na visão dos professores: da rede pública de ensino de Londrina-PR

Carolina Zundt Corrêa

Resumo


Com a intenção de fazer uma junção entre as duas áreas do conhecimento Geografia e educação, a presente pesquisa, fruto do trabalho dissertativo, teve como objetivo tratar o objeto de estudo da Geografia na visão dos professores nos anos finais do ensino fundamental (6° a 9° ano). Utilizando a perspectiva histórico-crítica e um debate sobre qual seria o perfil de uma formação humana plena, composta pelas várias áreas do saber, incluindo a Geografia, fizemos um breve cenário da história da ciência, do saber científico ao saber escolar, entendendo a importância de estabelecer um objeto de estudo imutável responsável por orientar uma ciência. Posteriormente foram feitas as análises das 30 entrevistas com os professores da rede pública de ensino de Londrina para ilustrar as compreensões sobre o objeto da Geografia, comparando-as com suas principais correntes epistemológicas e também para entender o que está sendo priorizado pelos mesmos em sala de aula, uma vez que apesar do currículo a opinião dos professores seguem está a atual perspectiva e orientação política educacional mundial hoje.


Palavras-chave


Pedagogia Histórico-Crítica; Currículo; Educação; Objeto de Estudo da Geografia

Texto completo:

PDF

Referências


BRAVERMAN, Harry. Trabalho e Capital Monopolista: a degradação do trabalho no século XX. RJ: Ed. Zahar, 1980.

DUARTE, Newton. A individualidade para si: contribuição a uma teoria histórico-social da formação social do indivíduo. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 1993.

GAMBOA, Sílvio Ancízar Sanches. Epistemologia da pesquisa em educação: estruturas lógicas e tendências metodológicas. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação da Universidade de Campinas, Campinas, 1987.

GÓMEZ, A. L. Pérez; SACRISTÁN J. Gimeno. Compreender e transformar o ensino. Artmed, 1998.

LACOSTE, Yves. A Geografia, isso serve antes de mais nada para fazer a guerra. São Paulo: Papirus, 2009.

MANACORDA, Mario Alighiero. Marx e a pedagogia moderna. Campinas, São Paulo: Alínea, 1991.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

MÉSZÁROS, István, A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2005

MORAES, Antonio Carlos R. Geografia: Pequena Historia Crítica. São Paulo: Hucitec, 1994.

PLATT, Adreana D. A cultura do mundo: análise sobre formação humana, plena e a cultura na atualidade. 2008. Disponível em: Acesso em: 15 maio 2013

_______. Formação humana: currículo para o desenvolvimento humano. Espaço do currículo, v. 2, n. 1, pp.141-157, mar./set. 2009

ROCHA, G. O. R. A trajetória da disciplina Geografia no currículo escolar brasileiro (1837-1942). Disponível em:

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia Histórico Crítica: primeiras aproximações. 11. ed. Campinas: Ed. Associados, 2011.

SOJA, Edward W. Geografia Pós-Modernas: A reafirmação do espaço na teoria social crítica. Rio de Janeiro: Ed. Jorge Zahar, 1993.

TONET, Ivo. Educação e Formação Humana. Disponível em: . Acesso em: 13 maio 2005.

VITTE, A. C.; SILVEIRA, R. W. D. A emergência de um novo saber geográfico: o retorno da ciência à filosofia. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v. 23, n. 1, p. 37-49, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Geographia Opportuno Tempore
UEL - Londrina
EISSN: 2358-1972
E-mail: revista.opportuno.tempore@gmail.com
REDIB