Depto. Música

 

 CURSO DE MÚSICA - Licenciatura


. TESES DE DOUTORADO:


. Prof. Dr. Alexandre Remuzzi Ficagna

. TÍTULO: "Entre o sonoro e o visual : a composição por imagens"

. RESUMO:

Esta tese tem por objeto de estudo a composição assistida por imagens visuais na música instrumental. Nela abordamos o processo composicional em que a visualidade da partitura é um importante espaço de manipulação. Por partitura entendemos aqui a superfície de registro tradicionalmente tomada como espaço de manipulação de imagens sonoras. Para este estudo tomamos por referência a noção de percepção intermodal para pensar a relação de imagens sonoras com imagens visuais e táteis como ferramenta para a composição musical. Nosso ponto de partida é o trabalho dos compositores Iannis Xenakis e Salvatore Sciarrino, compreendidos lado ao trabalho dos artistas visuais Paul Klee e Wassily Kandinsky. De Klee e Kandinsky, destacamos o trabalho com a temporalidade dos elementos visuais através da realização de 'leituras pictóricas' de elementos e conceitos musicais; de Sciarrino, a presença da visualidade na composição musical, fator por ele atribuído à influência da notação musical; e de Xenakis, a elaboração de um sistema visual a partir da equivalência entre elementos visuais e sonoros, manipulando imagens visuais como se fossem imagens sonoras. Neste processo o trabalho de outros compositores também serviu como referência. A pesquisa sobre o processo criativo de compositores que mencionam imagens visuais em seus relatos composicionais revela duas abordagens: a manipulação de imagens visuais através de imagens sonoras, observada quando a influência da visualidade não implica a manipulação direta de imagens visuais, mas sim uma 'leitura musical' de tais imagens; a manipulação de imagens sonoras através de imagens visuais, abordagem relacionada ao trabalho de Sciarrino e Xenakis. Além dos compositores relacionados à segunda abordagem há os autores que propõem visualizações para modelos sonoros, como Lachenmann, Thoressen e Blackburn: a análise de suas proposições fornece subsídios à elaboração de visualizações próprias, bem como sugere a criação não só a partir da visualidade, mas com a visualidade. A tese está apresentada em dois momentos, um compreendendo o estudo conceitual da relação entre imagens visuais e composição musical, e outro, de cunho prático, em que procurou-se uma aplicação do pensamento composicional a partir de imagens. No que diz respeito ao segundo momento, apresentamos nesta tese as composições Estudo (quarteto de clarinetes), Escondido num ponto (flauta, sax alto, cello e piano) e Enrascada (clarinete, fagote e piano). A partir delas destacamos a influência recíproca dos espaços de manipulação (visualizações através de desenhos e escrita na partitura), aqui chamada de intermodulação, processo constatado durante a composição de Estudo (em que o esboço visual foi alterado na etapa da escrita) e explorado na composição de Escondido num ponto (com desenho e escrita se influenciando passo a passo). A composição de Enrascada traz reflexões sobre as particularidades de cada espaço de manipulação em relação ao trabalho com determinadas imagens sonoras. Conclui-se que a questão da influência recíproca entre imagens visuais e sonoras (e seus espaços de manipulação) permite trazer ao ato da composição a potência de domínios táteis e visuais, sem que isto implique em transposições meramente descritivas, mas sim na proliferação de possibilidades. 

Palavras-chave:Visão , Composição (Música), Improvisação (Música)

[clique aqui]


. Prof. Dr. André Ricardo Siqueira

. TÍTULO: "A Sonata de Deus e o diabolus: nacionalismo, música e o pensamento social no cinema de Glauber Rocha".

. RESUMO:

O propósito desta tese é analisar o nacionalismo cultural no Brasil e seu reflexo em três importantes produções do cineasta baiano Glauber Rocha na década de 1960: Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964), Terra em Transe (1967) e O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro (1969). Analisamos como a música suscita pontos de intersecção entre o nacionalismo da Semana de 1922 e o conceito de modernização conservadora. A linguagem musical é utilizada como ferramenta privilegiada de análise em relação à percepção temporal e aos idiomas modal e tonal, assim como aos pares, rural e o urbano, moderno e o arcaico, erudito e popular. Em outra chave, o nacionalismo presentes nestes filmes reflete, também o pensamento de Mário de Andrade sobre a cultura popular e o papel do intelectual em relação a esta cultura, retomado por Glauber e problematizado em imagem-som nestes três filmes.

Palavras-chave: Glauber Rocha, Heitor Villa-Lobos, Mário de Andrade, nacionalismo, Semana de 1922, modernização conservadora, idiomas modal e tonal. 

[clique aqui]


. Prof. Dr. Fábio Parra Furlanete

. TÍTULO: "Modelagem de interações musicais com dispositivos informáticos". .

. RESUMO:

Este trabalho investiga o possível papel para o compositor em uma situação de interação musical coletiva e propõe estrategias para sua atuação nesse contexto. Apresenta exemplos dessas estrategias em trabalhos composicionais e implementa um desses trabalhos na forma de uma ferramenta digital que permite ao compositor modelar contextos interativos, elaborar regras de interação e interferir nos processos enquanto eles ocorrem. A implementação das ferramentas digitais é feita na forma de um sistema para modelagem sonora coletiva que usa o projeto de jogos digitais como modelo para interação musical entre agentes artificiais e jogadores humanos em rede. Nosso trabalho tem como foco as regras de interação e como elas podem ser projetadas gerar resultados esteticamente atraentes e que ao mesmo tempo não restrinjam excessivamente a autonomia criativa dos jogadores. Essas regras devem ser aplicáveis tanto no contexto da Arte-Educação quanto no da performance. Acreditamos que o conhecimento da área de design de jogos em rede é útil para o projeto de tais regras.  

Palavras-chave: auto-organização; composição musical; criação coletiva; eletroacústica; improvisação; jogo.

 

[clique aqui]


. Profa. Dra. Fátima Carneiro dos Santos

. TITULO: "A paisagem sonora, a criança e a cidade: exercícios de escuta e de composição para uma ampliação da idéia de música".

. RESUMO:

Ao longo do século XX, elementos como o ruído e o silêncio vêm reformular e colocar em questão a noção de música, revelando uma realidade musical cada vez mais aberta a sonoridades até então consideradas não-musicais. Tal realidade opera um alto grau de mobilidade, na qual os limites entre música e não-música tornam-se cada vez mais indiscerníveis, instaurando-se, assim, novas poéticas musicais. Esta realidade encontra ressonância na própria imagem de mundo que começa a se desvelar nas últimas décadas, diferente daquela dada por um pensamento cartesiano e fragmentário, que regeu o pensamento humano até recentemente. No decorrer do século XX, percebe-se a configuração de uma consciência da existência de um mundo, no qual, segundo a ótica de Deleuze e Guattari, tudo está em devir, possibilitando uma imagem de mundo que se dá por intensas conexões e transformações, revelando sempre um ' caminho de incertezas'. Tal situação aponta para a possibilidade de se pensar uma educação musical que leva em conta outras sonoridades e outros fazeres musicais, e que opera, basicamente, através da criação, entendendo o ato de criação enquanto um ato de resistência, que faz proliferar diferenças, condição fundamental para a atualização de outras idéias de música. Neste sentido, este estudo se propõe a pensar e desenvolver uma proposta de criação musical com crianças, tendo em vista uma idéia de educação musical que não apenas discrimina e escolhe sons, mas que também se determine em função de uma escuta que compõe e de um campo sonoro, o mais amplo possível, permitindo o desejo de músicas não apenas formatadas por modelos dados a priori e possibilitando o questionamento e a ampliação da própria idéia de música. Assim, foram desenvolvidos, junto a um grupo de crianças, exercícios de escuta e de composição de paisagem sonora, a partir dos sons da rua. A opção pela soundscape composition ocorreu por acreditarmos que tal música, ao colocar o ouvinte-compositor numa relação íntima com o ambiente sonoro, respeitando a dinâmica sonora do material e sugerindo uma atitude composicional que opera basicamente através de uma 'escuta nômade', vem ao encontro de uma educação musical, fundada na idéia de escuta como uma forma de pensamento e ato de criação, que envolve o homem e a sonoridade ao seu redor.

Palavras-chave: música, composição musical, paisagem sonora, educação musical.

[clique aqui]


. Profa. Dra. Heloiza de Castello Branco

. TITULO: "Empatia no ensaio coral : aspectos dessa interação não-verbal dos cantores com o regente durante a execução musical".

. RESUMO:

Este estudo objetivou apontar a presença de empatia dos cantores com o regente durante a execução musical, através da identificação de episódios de empatia em filmagens de ensaios corais. A empatia, nesta pesquisa, denomina o fenômeno em que o cantor, ao olhar com atenção o regente fazendo movimentos durante a execução musical, realiza de forma inconsciente os mesmos movimentos. Dividiu-se a revisão de literatura em duas partes. Na primeira, buscou-se compreender o processo de empatia entre duas pessoas: como acontece, porque acontece e que fatores o afetam. Na segunda, transferiu-se o foco da pesquisa para as condições características das atividades de regentes e cantores durante a execução musical, de forma a identificar fatores que propiciam a empatia dos cantores com o regente. A seção intermediária tratou da metodologia e dos procedimentos utilizados para o preparo da filmagem dos dois corais participantes. Os resultados da análise dos movimentos corporais e faciais dos cantores em relação aos movimentos do regente deram origem à seção seguinte. Como corolário desses resultados, o trabalho se encerra com as considerações possíveis a respeito da empatia observada dos cantores com o regente, fazendo uma síntese das informações colhidas sobre empatia e aplicando-as ao contexto da execução musical no ensaio coral.

Palavras-chave: Empatia , Mimica , Canto coral , Regencia (Musica), Comunicação não-verbal.

[clique aqui


. Profa. Dra. Magali Oliveira Kleber

. TITULO: "A prática de educação musical em ONGs : dois estudos de caso no contexto urbano brasileiro".

. RESUMO:

Esta pesquisa aborda as práticas musicais em Organizações Não Governamentais (ONGs), tomadas como locus de produção de novas formas de conhecimento. O campo empírico da pesquisa constituiu-se de duas ONGS: Associação Meninos do Morumbi, da cidade de São Paulo e o Projeto Villa-Lobinhos, da cidade do Rio de Janeiro, vinculado à ONG VivaRio. Ambas as ONGs têm como eixo comum a educação musical cujo objetivo é congregar crianças e jovens, atingidos pela desigualdade social, em situação de exclusão ou restrição ao acesso de bens materiais e simbólicos. O estudo buscou compreender como se configuram esses espaços de educação musical, focalizando dois aspectos: 1) como as ONGs selecionadas se constituíram e se instituíram como espaços legitimados para o ensino e aprendizagem musicais e 2) como é que se instaura o processo pedagógico-musical nesses espaços de práticas musicais. O objeto de pesquisa insere-se no campo sociocultural da educação musical, compreendido como um fenômeno social. A abordagem metodológica enfatiza o paradigma qualitativo, buscando respaldo no estudo de caso múltiplo e na etnometodologia. As práticas musicais são entendidas a partir da sua constituição sociocultural (SHEPHERD; WICKE, 1998) e o processo pedagógico-musical como um “fato social total” (MAUSS, 2003) enfatizado enquanto um fenômeno social de caráter sistêmico, estrutural e complexo e, portanto, pluridimensional. A produção de conhecimento sociomusical das ONGs foi analisada à luz do conceito de práxis cognitiva (EYERMAN; JAMISON,1998) como fruto da dinâmica das forças sociais que abrem espaços para a produção de novas formas de conhecimento. Assim, o processo pedagógico-musical nas ONGs foi interpretado como possibilidade de produção de novas formas de conhecimento musical nas suas diversas dimensões: institucional, histórica, sociocultural e de ensino e aprendizagem musical. O processo pedagógico-musical mostrou-se permeado pela noção de coletividade e pertencimento ligado às ONGs em questão. A análise e interpretação dos vários aspectos levantados por esse estudo apontam para a compreensão das práticas musicais enquanto articulações socioculturais de caráter eminentemente coletivo e interativo. A performance musical emergiu como condutora de ensino e aprendizagem musical e as ONGs selecionadas apresentaram-se como uma significativa alternativa para trabalhos socioeducativos-musicais. Assim, a presente pesquisa busca contribuir para a reflexão e a prática sobre o papel da educação musical no processo politizado dos movimentos e projetos sociais em ONGs, imersos na busca de transformação e justiça social.

Palavra-chaveEducação musical  Ongs : Atuação

[clique aqui]


 

© 2007 Universidade Estadual de Londrina
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 6001 | CEP 86051-990 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4000 | Fax: (43)3328-4440
e-mail: ceca@uel.br