Depto. Música

 

 CURSO DE MÚSICA - Licenciatura


. DISSERTAÇÕES DE MESTRADO:


. Prof. Dr. Alexandre Remuzzi Ficagna

. TÍTULO: "Composição pelo som : trabalho composicional e analitico de repertorio instrumental por metodos de analise da musica eletroacustica"

. RESUMO:

O que será tratado nesta pesquisa é a busca de uma estratégia composicional para a música instrumental que conceba o material orientado às suas qualidades sonoras, ou seja, o princípio diretivo composicional é o estudo do material em seus aspectos e variações tímbricos, espectrais, morfológicos, dentre outros, princípio este que orientou o processo compositivo. Para o enriquecimento deste modelo, elaborou-se uma metodologia analítica baseada no ferramental advindo da música eletroacúsica com o intuito de priorizar modelos qualitativos (compreendendo esta como um importante paradigma na atenção ao som), em especial a tipomorfologia de Schaeffer (1966) e a morfologia espectral de Smalley (1997). O trabalho analítico, contudo, não pretendeu excluir as especificidades do suporte instrumental, agregando outras ferramentas de análise quando necessário, mas priorizando aspectos inerentes ao repertório selecionado, cujo trabalho no plano da sonoridade é flagrante, apesar de historicamente pouco explorado nas análises musicais: as obras estudadas são Hyperprism, de Edgard Varèse; e . Lento e Deserto., movimento II do Concerto para Piano, de György Ligeti. As análises, a aquisição de ferramentas teóricas necessárias e as reflexões decorrentes do processo serviram de base para a composição de obras cuja elaboração, visando autonomia poética, auxiliaram no aperfeiçoamento de uma metodologia que, ao valorizar os aspectos de elaboração no plano sonoro, respeitasse as características de cada obra e contribuísse na elaboração da estratégia composicional motivadora deste trabalho.

Palavras-chave: Composição (Musica) , Analise musical , Varese , Ligeti , Eletroacustica

[clique aqui]


Prof. Dr. André Ricardo Siqueira

. TITULO: "O Percurso Composicional de Giacinto Scelsi: improvisação, orientalismo e escritura".

. RESUMO: 

Esta dissertação tem, como propósito, discutir a vida e a obra do compositor italiano Giacinto Scelsi, a partir da análise de seu pensamento estético e composicional, tendo por base seus textos e sua música. O desenvolvimento de sua obra passa pela absorção de conceitos orientais, culminando na escolha da improvisação como principal ferramenta composicional. Seu pensamento estético e composicional peculiar levou-nos à escolha de trabalhar sobre seus textos originais, na tentativa de que o processo analítico sobre o compositor fosse desenvolvido a partir de seu próprio discurso. Os conceitos de escritura em Roland Barthes e de orientalismo em Edward Said formam a base metodológica para as discussões referentes à ruptura do compositor com a vanguarda hegemônica do período pós-guerra. A teoria tripartite de Jean Molino, desenvolvida por Jean-Jacques Nattiez, também tangencia a análise de seu procedimento composicional baseado no conceito de medium. Estas abordagens indicam novas possibilidades de interpretação da obra do compositor que, embora ainda pouco conhecido, torna-se uma importante referência dentro da música contemporânea.

Palavras-chave: Giacinto Scelsi, composição, improvisação, orientalismo, análise musical.

[clique aqui]


. Profa. Me. Cleusa Erilene dos Santos Cacione

. TITULO: "Avaliação da aprendizagem: desvelando concepções de licenciandos do curso de música".

. RESUMO:

Este trabalho tem como objetivo investigar, sob o ponto de vista dos licenciandos da 3a e 4a série do Curso de Música da Universidade Estadual de Londrina, a concepção de avaliação destes sujeitos, determinando possíveis implicações em sua atuação profissional. De acordo com o objetivo pretendido, o estudo de caso demonstrou ser o caminho mais apropriado para esta investigação, utilizando-se de questionários e de entrevistas semi-estruturadas. A análise apresentada baseou-se nas respostas dos sujeitos entrevistados, fundamentando-se em referencial teórico específico sobre avaliação da aprendizagem, no que concerne a concepções, funções e técnicas/instrumentos de avaliação. Os dados analisados revelam que, apesar dos inúmeros estudos que vêm sendo desenvolvidos e divulgados sobre avaliação da aprendizagem, continua a viger entre os licenciandos uma concepção classificatória – porque profundamente vinculada à problemática da aprovação ou retenção – bem como uma perspectiva de mensuração enquanto finalidade maior dos processos e práticas avaliativas. Ao final, evidencia-se a necessidade de uma formação adequada dos educadores musicais tanto no que se refere ao ato de ensinar música, como ao ato de avaliar as atividades musicais.

Palavras-chave: avaliação, educação musical, formação do educador musical.

[clique aqui]


. Prof. Dr. Fábio Parra Furlanete

. TÍTULO: "Escritura Sismográfica: interação entre compositor e suporte digital".

. RESUMO:

Em música, costuma se tratar a escrita apenas como um meio idealmente neutro de registrar e transmitir idéias musicais. No entanto, notamos que quando são adotadas mudanças na escrita musical em função das necessidades imediatas dos músicos, estas passam a permitir a construção de músicas que não estavam previstas da elaboração desse novo código, e que não seriam possíveis fora dele. Assim, não temos mais uma escrita que funcione apenas como meio condutor. Ela é o meio a partir do qual emerge a escritura. A partir de meados do século XX, os compositores passaram a utilizar novos sistemas de representação como base para suas escrituras. A natureza desses sistemas foi determinante para a música feita desde então, permitindo o surgimento de novas organizações do material sonoro e impossibilitando outras. Esse diálogo entre a escritura e os novos sistemas de representação utilizados pelos compositores será o assunto deste trabalho. Mais precisamente sobre as representações utilizadas em forma de software. O trabalho será dividido em quatro capítulos; no primeiro serão discutidas as questões da não neutralidade da escrita e a sua expansão do papel para o suporte digital. Os capítulos 2 e 3 farão um mapeamentos dos tipos de representação atualmente em uso no suporte digital, e o capítulo 4 realizará um estudo sobre a interação entre as representações estudadas anteriormente e o compositor.

Palavras-chave: Composição musical; escritura; representação; interface; suporte.

[clique aqui]


. Prof. Me. Fernando Hiroki Kozu

. TITULO: "A complexidade em Brian Ferneyhough: aspectos de comunicação e inteligibilidade musical".

. RESUMO:

A complexidade da música de vanguarda do século XX pode ser considerada um dos fatores que mais discussões fez incidir sobre o problema da linguagem musical enquanto um fenômeno comunicativo, principalmente no aspecto de sua recepção ou aceitação pelo público e pela indústria cultural. Indo na contramão do gosto padronizado, controlado e imposto por esta última, os artistas e músicos de vanguarda defendem que tal complexidade de suas obras, ou “dificuldade” de compreensão, justifica-se exatamente por esta não se deixar fixar por certos valores que tendem a nivelar a riqueza de uma autêntica obra de arte, que, auto-consciente de seu contexto e função numa determinada sociedade, especula criticamente sobre si mesma em busca de sua própria forma de expressão. Nesta pesquisa pretendemos explorar os aspectos da complexidade circunscrita ao pensamento do compositor britânico Brian Ferneyhough (Coventry – 1943). Uma investigação acerca de sua obra, seus pressupostos teóricos e seus procedimentos composicionais deverá apontar em que sentido este autor é atualmente reconhecido como o principal promotor de uma “nova complexidade”, além de esclarecer as peculiaridades inerentes ao seu engajamento em relação ao ato da criação, da análise, da percepção e da interpretação da música contemporânea. Cabe ainda a este estudo uma breve contextualização da complexidade situada dentro de uma “genealogia” atrelada ao desenvolvimento do pensamento paramétrico-serial (de Schoenberg a Boulez) a fim de avaliar o modo como Ferneyhough dialogou com a “tradição”, afirmando-a e negando-a ao mesmo tempo.

Palavras-chave: complexidade musical, Brian Ferneyhough, vanguarda musical, análise musical.

[clique aqui]


. Profa. Dra. Helena Ester Munari Nicolau Loureiro

. TITULO: "Metodologia de grupos multisseriais de estágio e construção da competência profissional do educador musical na licenciatura".

. RESUMO:

Este estudo trata da Metodologia de Grupos Multisseriais de Estágio, praticada no Curso de Música da UEL desde 2001, para a realização das atividades de estágio curricular supervisionado. O objetivo geral da investigação foi analisar possíveis contribuições da metodologia em questão para a construção da competência profissional do educador musical em cursos de formação inicial – as licenciaturas. A pesquisa foi desenvolvida segundo as cinco etapas constituintes da Metodologia da Problematização com o Arco de Maguerez. Na primeira etapa, concluída a Observação da Realidade, definiu-se o problema a ser investigado: que objetivos deveriam ser alcançados pelos alunos de cada série do Curso de Música, nos grupos multisseriais de estágio, tendo em vista um processo contínuo de construção de competências necessárias para o educador musical, na realidade brasileira atual? A segunda etapa consistiu na reflexão sobre o problema para definição de três Pontos-chave, a serem investigados na etapa seguinte, a Teorização. Nesta última, discutiu-se a diversidade e a complexidade do campo de atuação profissional do educador musical no Brasil hoje, que pode ser visto sinteticamente sob a perspectiva de três grandes áreas: escolas de educação básica, ensino especializado de música e projetos socioculturais. Verificou-se que, neste contexto, é possível conceber a integridade da competência profissional do educador musical composta por quatro dimensões não exclusivas – a técnica, a política, a ética e a estética – por sua vez constituídas de conjuntos de competências específicas: em ensino, em música, em política acadêmica e em política cultural. Assim, constituiu-se um referencial de competências consideradas necessárias à atuação do educador musical na realidade brasileira atual. Confirmou-se a importância do estágio curricular para a construção dos conjuntos de competências específicas concernentes à competência profissional do educador musical. Ainda na terceira etapa, analisaram-se informações sobre a construção dos referidos conjuntos de competências obtidas por meio da observação do trabalho realizado num grupo multisserial de estágio e das contribuições de estagiários participantes da pesquisa. Constatou-se o potencial da Metodologia de Grupos Multisseriais de Estágio para desenvolver as quatro dimensões da competência profissional do educador musical, com maior ênfase no conjunto de competências em ensino e no exercício da prática reflexiva. Na quarta etapa, foram levantadas diversas Hipóteses de Solução para o problema proposto, com base no estudo realizado, tanto no âmbito do Curso de Música da UEL quanto no da área de Educação Musical, de maneira mais ampla. Por fim, na etapa de Aplicação à Realidade, a pesquisadora compromete-se a realizar e encaminhar as ações ao seu alcance, no intuito de transformar em algum grau a realidade que deu origem ao estudo, particularmente, a elaboração de blocos de competências, como base para os objetivos referentes ao planejamento das atividades de estágio curricular na licenciatura em Música.

Palavras-chave: educador musical; competência profissional; grupos multisseriais de estágio; Metodologia da Problematização; licenciatura em Música.

[clique aqui]


. Prof. Drando. Inácio Rabaioli

. TITULO: "Práticas musicais extra-escolares de adolescentes : um survey com estudantes de ensino médio na cidade de Londrina/PR".

. RESUMO:

Esta pesquisa teve por objetivo investigar as práticas musicais extra-escolares de adolescentes que freqüentam ensino médio na cidade de Londrina/PR. Utilizando metodologia de survey, com uma amostra estratificada de 364 estudantes, procurou-se identificar regularidades e diferenças nas práticas musicais dessa população, a qual foi constituída a partir de uma estratificação por sexo e por diferentes níveis de status econômico. A partir da análise dos dados recolhidos através de um questionário auto-administrado com maioria de questões fechadas, descreve-se os hábitos musicais dos adolescentes pesquisados, em relação à quantidade e assiduidade das práticas de fruição e produção direta de música, bem como são identificados os lugares e recursos por eles utilizados para desenvolvê-las. A análise dos dados revela que a acessibilidade a determinados recursos e/ou práticas tende a evidenciar índices diferenciados de fazeres musicais realizados pelos diferentes estratos sociais. Revela ainda que, entre os diferentes estratos, existem similaridades nos índices de execução de algumas práticas, a exemplo do canto, e diferenças acentuadas em outras, como no caso da execução instrumental. A partir da análise da totalidade dos dados recolhidos, pode-se confirmar a intensa assiduidade com que a música é praticada pelos adolescentes fora do ambiente escolar, seja através de sua fruição, seja através de sua execução ou criação.

Palavra-chave: Adolescentes : Música

[clique aqui]


 . Prof. Me. José Alberto de Andrade de Lima Junior

. TÍTULO: "História da disciplina de música e canto orfeônico em duas escolas secundárias públicas de Londrina (1946 - 1971)".

. RESUMO:

Fazer um estudo sobre a história do ensino de música na escola publica secundária de Londrina/PR no período 1946 a 1971 é foco desta pesquisa. O ano de 1946 foi tomado como marco inicial por ser o ano da inauguração do primeiro ginásio público – O Ginásio Estadual de Londrina. O período estudado se encerra em 1971, ano da promulgação da lei No. 5.692/71, quando a disciplina é excluída da grade curricular do ensino secundário. Documentos e depoimentos constituíram as fontes de pesquisa que forneceram indicativos para compreender como o ensino de música se organizou em duas escolas públicas secundárias de Londrina. A partir das informações colhidas nos depoimentos foi possível fazer o mapeamento inicial e a partir daí, analisar documentos escolares de duas grandes escolas da Cidade, o Colégio Estadual Professor Vicente Rijo que ofertava o curso ginasial desde 1946 e o IEEL – Instituto Estadual de Educação de Londrina, responsável pelo Curso Normal desde 1945. O marco inicial, 1946, representa o ápice da disciplina de canto orfeônico na escola pública nacional que até ser extinta em 1971, decresce de importância. Os dados indicaram a regularidade de oferta no inicio do período estudado, com professores da área e conteúdos específicos e a sua permanência ainda por algum tempo mesmo depois de 1961, quando se transforma em disciplina optativa (ou parte diversificada). A partir de 1971, a semelhança de outros locais, em Londrina, algumas professoras que já estavam na rede pública dando aulas de música, continuaram ministrando o conteúdo de música para seus alunos mesmo com a mudança para Educação Artística.

Palavras-chave: História da Educação. Ensino de Música na Escola Pública. Educação Musical no Brasil.

[clique aqui]


. Prof. Drando. Leandro Augusto dos Reis

. TÍTULO: "Música como jogo: significados atribuídos por alunos do ensino fundamental ao vivido nas oficinas de música".

. RESUMO:

A presente pesquisa objetivou analisar o processo criativo por meio dos significados dos sujeitos acerca do vivido nas oficinas de música. Buscamos, neste estudo, uma aproximação da música como jogo com a Epistemologia Genética de Jean Piaget. A metodologia que adotamos é a pesquisa descritivo-interpretativa, de abordagem qualitativa e embasada no método clínico piagetiano. Os participantes da pesquisa foram 12 alunos do 8º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública da cidade de Londrina/PR. Os alunos foram convidados a participar das oficinas, no período do contraturno, por meio de inscrições. Os encontros totalizaram seis, envolvendo a fase preparatória de descobertas do material sonoro e o ato criativo sendo composto por jogos de composições em diferentes arranjos interpares. A análise dos resultados foi realizada a partir de dois eixos norteadores: 1) conceito inicial de música extraído dos significados advindos de representação pictórica, textual e relato verbal; 2) significados do processo criativo nos parâmetros composição, performance e apreciação, por meio de relato verbal. Os resultados desta pesquisa evidenciaram a relevância das oficinas com jogos musicais como experiência de produção de significados e como oportunidade de viabilizar a observação dos processos criativos. Além disso, permite desenvolver o conceito ampliado de música, bem como reflexões acerca do ensino de música na escola.

Palavras-chave: Educação. Educação Musical. Psicologia da Música. Jogos. Oficina de Música.

[clique aqui]


. Prof. Me. Mario César Alberini Loureiro

. TITULO: "Comunicação Musical: o corte como substrato da composição e seus efeitos na forma e movimento".

. RESUMO:

o propósito desta dissertação é discutir a importância do corte, gesto de articulação e ruptura, como elemento fundamental na constituição de uma rede de comunicação na escuta musical. O corte é visto aqui como interferência num fluxo sonoro, fluxo esse ora relacionado à forma, ora livre, em movimento. Destaca-se daí sua potência de expressividade ou conectividade. Diferenças de registro sonoro, de duração, de massa, de densidade e de perfil, enfim, quaisquer diferenças na constituição dos objetos são fatores que contribuem para essa força. Em alguns casos, garantem a forma; em outros, dilaceram-na. Há situações em que, através deles, predomina a dimensão espacial, que reflete um estatismo, uma arquitetura. Há outras em que sua presença torna o tempo dinâmico e, associado ao movimento, conduzem à escuta. Algumas idéias e conceitos relacionados aos cortes são levantados para apoiar a proposição de um ensaio tipológico, e sugerir a sua aplicação como uma estratégia composicional e comunicacional da escuta. Neste intuito, analisam-se as relações com o continuum e a possibilidade de considerá-I o também como um gesto expressivo. O trabalho toma por base a tipo-morfologia proposta por Pierre Schaeffer e as reflexões de Gilles Deleuze acerca do tempo, principalmente do tempo da cesura e do acontecimento; do conceito de ritomelo e da relação materiaV forças.

Palavras-chave: forma, composição, escuta, análise, movimento.

[clique aqui]


 

© 2007 Universidade Estadual de Londrina
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 6001 | CEP 86051-990 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4000 | Fax: (43)3328-4440
e-mail: ceca@uel.br