v. 35

Feminismos e feminilidades na literatura brasileira (jun. 2018)

Falar em feminismos e feminilidades na Literatura Brasileira significa abarcar as múltiplas dimensões que envolvem o tema e também polemizar sobre os discursos produzidos tanto por homens quanto por mulheres na representação desses feminismos e feminilidades. Afinal, desde as formulações iniciais de Simone de Beauvoir sobre os processos que levam uma mulher a se entender como tal e como o Outro do homem, até chegar aos pressupostos da performatividade de gênero propostos por Judith Butler, ainda que os aspectos da feminilidade tenham sido largamente explorados nas últimas décadas no sentido de desnaturalizar certa ideia de feminino circulante na sociedade, as representações de mulheres na literatura, e nas artes em geral, ainda se ressente das investiduras patriarcais do gênero, as quais sobredeterminam o lugar social das mulheres. Pode-se dizer que os estudos críticos da literatura em perspectiva feminista e de gênero encontram-se consolidados no Brasil, entretanto, a necessidade de dar seguimento a esses estudos nunca se esgota, justamente pela perpetuação das estereotipias e representações misóginas das mulheres em todos os campos simbólicos e materiais da coletividade.

Edição completa

Ver ou baixar a edição completa PDF

Sumário

Expediente e Apresentação

Comissão Editorial
PDF
2
Suely Leite, Luciana Borges
PDF
5-7

Artigos

Marília Köenig, Luiza Liene Bressan da Costa
PDF
8-20
Valeira Rosito Ferreira
PDF
21-31
Sarah Silva Froz, Silvana Maria Pantoja dos Santos
PDF
32-44
Silvana Capelari Orsolin, Carlos Augusto Melo
PDF
45-98
Ivan Lucas Borghezan Faust, Marcos Hidemi de Lima
PDF
59-69
Lilian Reichert Coelho
PDF
70-83
Enedir Silva Santos, Kelcilene Grácia-Rodrigues
PDF
84-97
Bruna Renata Bernardo Escaleira, Emerson da Cruz Inácio
PDF
98-114