v. 15

A representação literária da violência urbana

Alamir Aquino Corrêa, org.

Desde o Realismo, a literatura procura estudar o fenômeno da violência urbana; naquele momento importava muito o estudo do homem e da luta de classes. Desde então surgem outras preocupações a envolver o embrutecimento da atitude humana a despeito da vontade civilizatória da educação pública. Mais do que lutas atávicas, como encontramos na ficção do sertão brasileiro, veem-se o gosto mórbido da violência anônima e o raciocínio do desvalido como forma de equilíbrio para a acre distribuição de renda. A chamada de artigos quis evidenciar um panorama da preocupação social da literatura com os diversos meneios da urbe agigantada. 

Volume publicado com patrocínio da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná

Sumário

Expediente e Apresentação

Comissão Editorial
PDF
Alamir Aquino Correa
PDF
4-5

Artigos

Henrique Roriz Aarestrup Alves
PDF
6-16
Rodrigo da Silva Cerqueira
PDF
17-27
Flávia Heloísa Unbehaum Ferraz
PDF
28-35
Antonio Rediver Guizzo
PDF
36-44
Anderson Possani Gongora
PDF
45-53
Janete Elenice Jorge
PDF
54-63
Maria Tereza Carneiro Lemos
PDF
64-74
Carla Zanatta Scapini
PDF
75-85
Marcos Vinícius Scheffel
PDF
86-95
Yara dos Santos Augusto Silva
PDF
96-106
Claudia de Souza da Natividade Vieira
PDF
107-114

Vária

Gerald Moser
PDF
115-133