Prosa e versos esquecidos em balão cativo, de Pedro Nava

Maria Alice Ribeiro Gabriel

Resumo


Memórias pessoais são convencionalmente vistas como um campo dedicado à preservação do passado. Entretanto, nos últimos anos, cresceram as controvérsias e as pesquisas referentes à representação de ficção e não-ficção em autobiografia, biografia, memórias e na “literatura de testemunho”. A memorialística de Pedro Nava oferecere vislumbres particulares para caracterizar a função da memória em seu processo criativo e esforço para reconstruir o passado. A formação do leitor, outra questão examinada pelo memorialista, tem implicações para os estudos sobre cultura, história, memória social e literatura. Este ensaio pretende expor relatos e digressões ensaísticas presentes em Balão cativo (1973) concernentes ao tema da iniciação literária, assinalando alguns autores, influências e obras literárias que contribuíram para as primeiras experiências de Nava como leitor. Uma análise comparativa desses excertos sugere que Nava procura evocar histórias e reminiscências para conectar eventos do passado a perfis biográficos e questões sobre poesia, prosa, emoções e identidade pessoal.

Palavras-chave


Balão cativo; Iniciação literária; Pedro Nava

Texto completo:

PDF

Referências


BAUDELAIRE, Charles. “A musa venal”. As Flores do Mal. Tradução de Ivan Junqueira. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985, p. 126-127.

BROWN, Megan. American autobiography after 11/09. Madison: The University of Wisconsin Press, 2017.

DINES, Alberto; ZIRALDO. “Pedro Nava no viço de seus 78 anos: lembrar dói e incomoda”. O Pasquim, Rio de Janeiro, ano XII, n. 635, ago/set., 1981, p. 11-15.

EVE, Martin Paul. Literature Against Criticism: University English and Contemporary Fiction in Conflict. Cambridge: OpenBook, 2016.

GREENSTEIN, Jack M. Mantegna and Painting as Historical Narrative. Chigago: The University of Chicago Press, 1992.

GREGORY, Eileen. “Clio: Muse of History – Things Are They Are”. Gail Thomas, ed. The Muses. Dallas: The Dallas Institute Publications, 1994, p. 112-120.

LIMA, Augusto de. O inquisidor. In: Poesias: Contemporâneas – Símbolos – Laudas Inéditas. Coleção Afrânio Peixoto. Academia Brasileira de Letras. Rio de Janeiro: Publicações da ABL, 2008, p. 17. Disponível em: www.academia.org.br/sites/default/.../poesias_-_augusto_de_lima_-_para_internet.pdf. Acesso em: 18/09/2017.

NAVA, Pedro. Balão cativo. Rio de Janeiro: José Olympio, 1977.

NAVA, Pedro. Baú de ossos. Rio de Janeiro: José Olympio, 1974.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2017v34p44

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 14

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco