A fenda incomensurárvel: literatura, cinema

Hernan Ulm, Adalberto Müller

Resumo


Em vez de buscar alguma convergência que aproxime literatura e cinema, este ensaio busca compreender o que separa essas mídias. Quando observadas em sua materialidade, e reconhecendo-se as suas distintas temporalidades e materialidades, tanto a literatura quando o cinema podem se afastar a tal ponto que já nenhuma comunicação é possível, e portanto não se pode constituir uma comunidade. Esse é o ponto em que uma fenda, uma fenda incomensurável, separa a imagem e a memória, a linguagem e a narrativa.
 
Instead of looking for some convergence approaching literature and film, this essay searches for the understanding of what seclude these media. When observed in their materiality, and recognizing their distinct temporality and spatiality, both literature and film can withdraw to a point where no communication is possible, therefore no community can be constituted. This is the point where a slit, an immeasurable slit, separates image and memory, language and narrative. 


Palavras-chave


Literatura e cinema; adaptação; materialidade; memória e imagem; Literature and Film; adaptation; materiality; memory and image

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2015v29p30

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco