A Construção da Identidade pelo Processo Poético – Traços Autobiográficos e de Resgate Histórico na Poesia de Charles Simic

Janice Inês Nodari

Resumo


Exemplo de manifestação artística, a poesia é entendida como fenômeno de representação da percepção individual do que é visto no plano coletivo. O objetivo deste trabalho é analisar dois poemas de Charles Simic à luz de contribuições oriundas da geografia humanística e mostrar que o que aparece no plano privado (lugar) é subjetivo, ao passo que o que aparece no plano público (espaço) é objetivo na poesia do autor iuguslavo. Ambos os planos combinados constroem uma possível compreensão da História. A poesia de Simic sugere uma tentativa de definir o indefinível, de construir uma identidade fragmentada pelos horrores da Segunda Guerra Mundial.
As an example of artistic manifestation, poetry in understood as a phenomenon of representation of the individual perception upon what is seen on the collective scope. The purpose of this paper is to analyze two poems by Charles Simic by the light of the contributions from humanistic geography, and show that what appears on the private sphere (place) is subjective, while what appears on the public sphere (space) is objective in the Yugoslavian poet’s poetry. Both spheres combined built a possible understanding of History. Simic’s poetry suggests an attempt to define the indefinable, an attempt to build an identity fragmented by the horrors of the Second World War. 

Palavras-chave


Simic; geografia humanística; resgate histórico; identidade; humanistic geography; historical rescue; identity

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2012v23p87

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco