A lírica moderna: diálogos e permanência

Danglei de Castro Pereira

Resumo


Nossa preocupação neste trabalho é contribuir para a percepção de que a lírica moderna estabelece um dialogo tensivo face à tradição, tendo por base o conceito de “arte mnemônica” de Baudelaire (1999), aspectos da dialética em Hegel (1986), bem como considerações sobre a lírica moderna em Hugo Friedrich (1991) e Berman (1987). A proposta investiga a metalinguagem como uma das faces da lírica moderna, tomando por base o que Octavio Paz (1994) classifica como princípio crítico e como marca da modernidade e elege como corpus específico do trabalho o poema “Mãos dadas”, de Carlos Drummond de Andrade.

Palavras-chave


Modernidade; Drummond; Tradição

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, T. W. Notas de Literatura I. São Paulo: Duas Cidade, 2003.

ANDRADE, C. D. de. “Mãos dadas.” Antologia poética. 46 ed. Rio de Janeiro: Record, 2000. 118.

BAUDELAIRE, C. Sobre a modernidade: o pintor da vida moderna. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

BENJAMIN, W. O conceito de crítica de arte no Romantismo alemão. 2.ed. São Paulo: Iluminuras, 2000.

BENJAMIN, W. Obras escolhidas: magia e técnica, arte e política. 4 ed. São Paulo: Brasiliense, 2000.

BERMAN, Marshall. Tudo que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

BOLLNOW, O. F. A essência das disposições. Frankfurt, 1941.

FRIEDRICH, H. Estrutura da lírica moderna (da metade do século XIX a meados do século XX ). 2.ed. São Paulo: Duas Cidades, 1991.

HEGEL. G. F. Liberdade subjetiva e Estado na Filosofia política. Cesar Augusto Ramos, org. Curitiba: Editora da UFPR, 1986.

HUGO, V. Prefácio à Cromwell. Cromwell. São Paulo: Vozes, 1998.

LUKÁCS, G. Teoria do romance. São Paulo Pespectiva, 1991.

NOVALIS, Friedrich von Hardenberg. Pólen: fragmentos, diálogos, monólogo. São Paulo: Iluminuras, 1988.

PAZ, O. Os filhos do barro: do romantismo à vanguarda. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994.

STAIGER, E. Conceitos fundamentais de poética. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1975.

TAVARES, H. Teoria literária. Belo Horizonte: Itatiaia, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2012v23p5

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 10

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco