Afrânio Coutinho: um work in progress

Odalice de Castro Silva

Resumo


Este trabalho pretende destacar algumas das grandes contribuições, para a História e a Crítica de Literatura, de Afrânio Coutinho (1911 – 2000), no que concerne à construção metodológica e epistemológica de A Literatura no Brasil (1959), obra iniciada em 1952, a qual difundia, entre os estudiosos, uma visão estética para descrever, analisar e interpretar o fenômeno literário. No âmbito da origem e da tradição, Afrânio Coutinho incentivou a problematização dos estudos de uma identidade para a literatura brasileira, chamada de “processo da descolonização literária”.

Palavras-chave


Periodologia; Crítica; Historiografia literária; Estilo

Texto completo:

PDF

Referências


ASSIS, Machado de. 1986. “Instinto de nacionalidade”. Crítica Literária. Vol. 3 de Obra Completa. 3 vols. Rio de Janeiro: Aguilar.

BOSI, Alfredo. 1988. Céu, Inferno. Ensaios de Crítica Literária e Ideológica. São Paulo: Ática.

BOSI, Alfredo. 1983. O Processo da descolonização literária. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

BOSI, Alfredo. 2000. “Por um historicismo renovado: reflexo e reflexão na história literária”. Teresa: Revista de Literatura Brasileira 1: 9-47.

CAMPAGNON, Antoine. 2009. Literatura, para quê? Belo Horizonte: EdUFMG.

CANDIDO, Antonio. 1968. “O escritor e o Público”. Afrânio Coutinho, org. Introduções. Vol. 1 de A Literatura no Brasil. 6 vols. 2ª ed. Rio de Janeiro: Sul Americana.

CANDIDO, Antonio. s.d. Formação da Literatura Brasileira. Momentos decisivos. São Paulo: Martins.

CARVALHAL, Tania. 1984. Literatura Comparada. São Paulo: Ática.

COUTINHO, Afrânio. 1968. A Literatura no Brasil. Introduções. 2ª ed. Rio de Janeiro: Sul Americana.

COUTINHO, Afrânio. 1983. O processo da descolonização literária . Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

JAUSS, Hans Robert. 1994. A História da Literatura como provocação à Teoria da Literatura. São Paulo: Ática.

JOBIM, José Luis. 1992. Palavras da Crítica. Rio de Janeiro: Imago.

MONTAIGNE. 1991. Ensaios. São Paulo: Abril Cultural.

NITRINI, Sandra. 2010. Literatura Comparada. História, Teoria e Crítica. São Paulo: Ed. USP.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. 1982. “Escolher e/é julgar”. Colóquio Letras 65:

PERRONE-MOISÉS, Leyla. 1984. “História literária e Julgamento de Valor”. Colóquio Letras 77.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. 1987. “História literária e Julgamento de Valor II”. Colóquio Letras 100.

SANTIAGO, Silviano. 1989. Nas malhas da Letra. São Paulo: Companhia das Letras.

SANTIAGO, Silviano. 1973. Uma Literatura nos Trópicos. São Paulo: Perspectiva.

SOUZA, Maria Eneida de. 1999. “O não-lugar da Literatura.” Ana Luiza Andrade, org. Leituras do Ciclo. Florianópolis: Grifos.

TODOROV, Tzvetan. 2007. La Littérature en péril. Paris: Flammarion.

ZILBERMAN, Regina. 2009. Estética da Recepção e História da Literatura. São Paulo: Ática.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2011v22p24

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 14

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco