Ponciá Vicêncio e Becos da memória: memória e olhar coletivo na prosa afro-brasileira

Aline Alves Arruda

Resumo


Este artigo trata da memória coletiva nos romances Ponciá Vicêncio e Becos da Memória, da escritora mineira Conceição Evaristo. O olhar afro-descendente da autora nos confirma, através da história das personagens, a importância desse aspecto nos textos de autores afro-brasileiros. Para Ricouer (2000), a memória é erigida como critério de identidade e está a serviço da busca desta última. Nossos autores afro-brasileiros confirmam, assim, um novo pensamento sobre a memória diaspórica negra e trazem para sua literatura marcas desse olhar coletivo que é, para eles, uma espécie de motor da narrativa ou da poesia. I will deal with the collective memory in Conceição Evaristo’s novels Ponciá Vicêncio andBecos da Memória. The author’s Afro-descendant gaze assures to us through the characters’ story the importance of this aspect on Afro-Brazilian authors’ texts. According to Ricouer (2000), memory is built as an identity criterion and it serves to the latter. Our Afro-Brazilian authors confirm, therefore, a new thinking about the Black Diaspora and they bring marks of this collective looking to their literature. Those marks are to the writers a kind of mover to their narrative or poetry.

Palavras-chave


identidade; memória coletiva; diáspora; literatura afro-brasileira; identity; collective memory; diaspora; Afro-Brazilian literature

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2009v17p77

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco