O arauto e o destino em Ponciá Vicêncio, de Conceição Evaristo

Dejair Dionísio, Sérgio Paulo Adolfo

Resumo


O objetivo desse trabalho é analisar a figura do arauto na obra de Conceição Evaristo – Ponciá Vicêncio. A obra tem como uma de suas marcas da narrativa, o profundo desenvolvimento psicológico dos personagens, sendo que o narrador nos fala através dos personagens, as suas vivências memorialísticas transmitidas de forma oral e que, aqui, podemos entender como sendo uma marca presente de etnicidade, uma vez que marca a transmissão de informação da comunidade a qual pertence Ponciá.

Palavras-chave


Arauto; Literatura Afro-descendente; Oralidade

Texto completo:

PDF

Referências


CANDIDO, Antonio. 2000. Literatura e sociedade. São Paulo: Publifolha.

DUARTE, Eduardo de Assis & SCARPELLI, Marli Fantini. 2002. Poéticas da Diversidade. Belo Horizonte: UFMG, 2002.

EVARISTO, Conceição. 2003. Ponciá Vicêncio. Belo Horizonte: Mazza Edições.

LOPES, Nei. 2003. Novo Dicionário Banto do Brasil. Rio de Janeiro: Pallas.

NIETZSCHE, Friedrich. 2007. O nascimento da Tragédia. São Paulo: Escala.

REDINHA, José. 1958. Etnossociologia do Nordeste de Angola. Lisboa: Agência-Geral do Ultramar.

REALE, Giovanni. 1995. História da Filosofia Antiga. Trad. Henrique Cláudio de Lima Vaz e Marcelo Perine. São Paulo: Loyola.

UNESCO. 1982. História Geral da África. São Paulo: UNESCO/Ática.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2009v17p69

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 10

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco