A negritice e comunidade imaginda de afro-brasileiros na literatura

José Endoença Martins

Resumo


O artigo propõe uma comunidade imaginada de afro-descendentes. Nela, Ismael, Emanuel e Bertília representam a multiplicidade e a diferença no seio da afra-brasilidade literária na dramaturgia brasileira. Em Anjo Negro de Nelson Rodrigues, o arielista Ismael reafirma o encontro assimilacionista com o mundo branco, através de casamento interétnico com Margarida. Em O Sortilégio II, Abdias do Nascimento revela como o calibanista/nacionalista Emanuel vivencia as tradições afro-centradas e a experiência religiosa de matriz africana. Por fim, em O Olho da Cor, a exuista Bertília realiza a fusão catalista da cultura negra e com a branca, através da linguagem de diferentes textos. 

The article proposes an afro-descendent imagined community, in which Ismael, Emanuel and Bertilia represent multiplicity and difference within literary African-Brazilianess. In Nelson Rodrigues’s Black Angel, black arielist Ismael symbolizes an assimilationist encounter with the white world, through an interracial marriage to Margarida. In Abdias do Nascimento’s Color’s Sortilege II, black calibanist/nationalist Emanuel stands for afro-centric traditions and religious experiences. Finally, in my Color’s Eye, black/white eshuist Bertilia performs a catalyst mixture of black and white culture through the language of different texts.


Palavras-chave


Negritice; Identidade; comunidade imaginada; Negriticeness; Identity; imagined community

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2009v17p44

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco