Tempos de repressão em "Paulinho Perna Torta", de João Antônio

Maria Eneida Matos da Rosa

Resumo


O presente artigo trata de um conto urdido por João Antônio nos tempos de repressão. "Paulinho Perna Torta", narrativa pertencente à obra Leão-de-chácara e publicada em 1975, auge da ditadura militar no Brasil, tem como protagonista um menino, quer dizer, um malandro que se torna gradativamente num bandido pleno. A partir da análise da obra é possível observar o aniquilamento da sociedade pela ação de um governo totalitário e por uma modernidade caótica que colabora para o crescimento das desigualdades sociais e molda a personalidade de personagens que vivem à margem da sociedade.
The present article analyzes a short story woven by João Antônio in recent times of opression in Brazil. "Paulinho Pena Torta", from Leão-de-chácara (1975), published at the peak of the military dictatorship in Brazil, tells the story of a boy, a little rascal that gradually becomes a full bandit. It is possible to observe the annihilation of the society for the action of a totalitarian government and for a chaotic modernity that collaborates for the growth of social unequalities and moulds the personality of characters who live alongside the society.

Palavras-chave


João Antônio; ditadura militar; malandro; literatura brasileira; military dictatorship; rascal; Brazilian literature

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2010v19p61

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco