Fábula renovada, ditadura questionada: A floresta azul, de Orígenes Lessa

Amaya Obata Mouriño de Almeida Prado

Resumo


O objetivo deste trabalho é apresentar a obra A Floresta Azul (1973), de Orígenes Lessa (1903-1986) como uma “fábula renovada”, ou a atualização das fábulas tradicionais, que neste contexto político se prestaria a alertar os leitores sobre a violência e a falta de liberdade do período ditatorial. Analisa-se a escrita de protesto, tanto pela tematização da resistência quanto por suas características estruturais que apontam a união do povo e o uso da inteligência e da linguagem como forma de reação. Operando indutivamente, o trabalho parte de considerações sobre o conto de fadas renovado, noção estabelecida por Lajolo e Zilberman (1988).

Palavras-chave


Literatura Infanto-juvenil; Orígenes Lessa; Resistência; Fábula renovada

Texto completo:

PDF

Referências


CECILIATO, Neuza. 2004. “Fábula: um gênero antigo como o homem.” Rony Farto Pereira & Sonia Aparecida Lopes, orgs. À Roda da Leitura: língua e literatura no jornal Proleitura. São Paulo: Cultura Acadêmica. 155-158.

CECILIATO, Neuza. 2006. “Golpe militar e resistência: a representação do povo na narrativa infantil de 1970.” Maria Zaira Turchi & Vera Maria Tietzmann Silva, orgs. Leitor formado, leitor em formação: a leitura literária em questão. São Paulo: Cultura Acadêmica. 153-168.

LAJOLO, Marisa. 1986. “Circulação e consumo do livro infantil brasileiro: um percurso marcado.” Sonia S. Khéde, org. Literatura Infantil: um gênero polêmico. 2, ed. Porto Alegre: Mercado Aberto. 43-55.

LAJOLO, Marisa & Regina Zilberman. 1988. Literatura Infantil Brasileira: história & histórias. 5. ed. São Paulo: Ática.

LESSA, Orígenes. 1973. A Floresta Azul. Rio de Janeiro: Tecnoprint.

MACHADO, Ana Maria. 1999. Contracorrente: conversas sobre leitura e política. São Paulo: Ática.

SILVERMAN, Malcolm. 2000. Protesto e o novo romance brasileiro. 2. ed. revista. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

SKIDMORE, Thomas E. 1988. Brasil: de Castelo a Tancredo, 1964-1985. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2010v19p38

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 14

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco