Masculinidades Santarenas em O pecado de João Agonia

Francisco Maciel Silveira Filho

Resumo


O objetivo deste artigo é tratar da questão da homossexualidade através da análise das personagens encontradas na peça O Pecado de João Agonia do teatrólogo Bernardo Santareno. Para tanto, partiremos das teorias sobre as relações de gênero provenientes de diferentes campos do saber, como a psicologia, a literatura, a sociologia e a antropologia.

Palavras-chave


Homossexualidade; Sexualidade; Masculinidade; Bernardo Santareno

Texto completo:

PDF

Referências


BARCELOS, José Carlos. 2005. “Entre o passado e o futuro: Configurações do homoerotismo masculino em narrativas dos anos 50.” Matagra (Rio de Janeiro) 17: 157-175.

BUTLER, Judith. 2003. Problemas de Gênero: Feminismo e Subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

COSTA, Jurandir Freire. 1992. A Inocência e o Vício: estudos sobre o homoerotismo. 3.ed. Rio de Janeiro: Relume-Dumará.

NOLASCO, Sócrates. 2001. De Tarzan a Homer Simpson: banalização e violência masculina em sociedades contemporâneas ocidentais. Rio de Janeiro: Rocco.

SANTARENO, Bernardo. 1969. O Pecado de João Agonia. 2. ed. Lisboa: Ática.

WEEKS, Jeffrey. “O corpo e a sexualidade.” Guaracira Lopes Louro, org. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica. 37-82.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2010v18p67

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 10

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco