Uma Buenos Aires de palavras: a devoradora cidade de Roberto Arlt

Janete Elenice Jorge

Resumo


A proposta deste trabalho é observar como foi construída a Buenos Aires ficcional de Roberto Arlt no texto Los siete locos e Los lanzallamas através das características da cidade que emerge da narrativa.

Palavras-chave


Roberto Arlt; Cidade; Los siete locos e Los lanzallamas

Texto completo:

PDF

Referências


ARLT, Roberto. Los siete locos – Los lanzallamas: edición crítica. 1. ed. Colección Archivos 44. Nanterre Cedex: 2000.

BARTHES, Roland. A aventura semiológica. Trad. Mário Laranjeira. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

FOUCAULT, Michel. Isto não é um cachimbo. Rio de Janeiro: Paz e Terra S.A., 1988.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997.

GUERRERO, Diana. Arlt: El habitante solitario. 2. ed. Buenos Aires: Catálogos, 1986.

RENAUD, Maryse. Los siete locos y los lanzallamas: audacia y candor de expresionismo. In. Los siete locos – Los lanzallamas: edición crítica. 1. ed. Colección Archivos 44. Nanterre Cedex: 2000.

SARLO, Beatriz. Escritos sobre literatura argentina. 1ª ed. Buenos Aires: Siglo XXI Editores Argentina, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2009v15p54

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 10

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco