Machado, espectador de Alencar: a cena interdiscursiva na segunda metade do século XIX

Valeria Rosito

Resumo


Essas anotações se debruçam sobre a peça alencariana “O que é o casamento?”, de 1861, e prosa ficcional de Machado de Assis, em seu conto “Curiosidade”, de 1879. A “precipitação conteudística” que Peter Szondi nomeia é própria da síntese historicamente condicionada das contradições de um tempo. Discutimos a contribuição de Machado para este fim, com o refinamento de sua prosa ficcional, a antecipação de tendências claramente modernas relativas ao trânsito do sujeito-fetiche, a forte negociação com o público leitor/espectador e a superação concreta e interdiscursiva da dramaturgia sua contemporânea, na qual José de Alencar ocupava lugar de destaque.

Palavras-chave


Teatro no século XIX; José de Alencar; Machado de Assis; interdiscursividade; Nineteenth century theater; interdiscursivity

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR, José de. “O que é o casamento?”. Disponível em http://www.biblio.com.br/conteudo/JosedeAlencar/oqueeocasamento.htm. Acesso em 17/09/2008.

ASSIS, Joaquim Maria Machado de. História de quinze dias. Crônicas. São Paulo: Globo, 1997.

ASSIS, Joaquim Maria Machado de. Curiosidade. Gustavo Bernardo Krause, org. Contos de amor e ciúme. Rio de Janeiro: Rocco Jovens Leitores, 2008.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Trad. Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1981.

CALZAVARA, Rosemari Bendlin. Comédias Refinadas: o teatro de Machado de Assis. XI Congresso Internacional da ABRALIC Tessituras, Interações, Convergências. 13 a 17 de julho de 2008. USP – São Paulo, Brasil.

CANDIDO, Antonio. “Literatura como sistema” ------. Formação da literatura brasileira. Belo Horizonte/Rio de Janeiro: Itatiaia, 1993. v.1

FARIA, João Roberto. Machado de Assis, leitor e crítico de teatro. Estudos Avançados (São Paulo) 18.51 (2004): 299-333. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142004000200020&lng=en&nrm=iso. Acesso em 17/09/2008.

GLEDSON, John. Machado de Assis: impostura e realismo; uma reinterpretação de Dom Casmurro. Trad. Fernando Py. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

HOLANDA, Sérgio Buarque. Raízes do Brasil. 26.ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

SZONDI, Peter. Teoria do drama moderno [1880-1950]. Trad. Luiz Sérgio Repa. São Paulo: Cosac & Naify Edições, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2008v14p24

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 14

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco