Obscuridade e Fragmentação: um caminho para Budapeste

Rosilene Silva da Costa

Resumo


Este ensaio tem como objeto de estudo o romance Budapeste, de Chico Buarque. Serão discutidos alguns aspectos específicos da cidade moderna, como a fragmentação discursiva, e a obscuridade como espaço de constituição dos sujeitos modernos. This essay analyses Chico Buarque’s Budapeste, by discussing some specifics topics of the modern city, such as the discoursive fragmentation and the obscurity as space of constitution of the modern subject.


Palavras-chave


cidade; modernidade; fragmentação; obscuridade; city; modernity; fragmentation; obscurity

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2008v12p79

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco