Ler a cidade, ler o texto: o submundo tornado palavra na narrativa de Fonseca

Sabrina Maria de Amorim

Resumo


Este artigo propõe analisar como o escritor Rubem Fonseca representa o urbano em seu conto “A arte de andar nas ruas do Rio de Janeiro”. Por meio da metatextualidade, o autor aproxima a figura da cidade à do texto literário, criando uma narrativa que é repleta de simbologias, que reflete sobre a arte de escrever e que transforma o espaço citadino no cenário propício para discussões referentes à modernidade e à literatura atual. This article aims to analyze how the writer Rubem Fonseca represents the urban in his short-story “A arte de andar nas ruas do Rio de Janeiro”. Through metatextuality the author gets the city figure closer to the literary text, creating a narrative filled up with symbols, pondering about the art of writing and transforming the city into a propitious scenery for discussions about modernity and current literature.

Palavras-chave


Rubem Fonseca; cidade; metatextualidade; modernidade; city; metatextuality; modernity

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2008v12p45

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco