A Geometria do Pensar na Poesia de Hilda Hilst

Geruza Zelnys de Almeida

Resumo


Este estudo tem como objetivo analisar a construção da poesia metafísica da escritora brasileira Hilda Hilst a partir da física ou da materialidade da linguagem poética. Para isso, perseguimos os procedimentos poéticos que promovem a indissolubilidade entre forma e idéia. Essas relações formais, analisadas na macro e na micro-estrutura poemática, revelaram um projeto autoral, no qual todos os elementos ligam-se por meio de linhas imaginárias que movimentam o continuum do pensamento numa geometria fundada sobre o devir das formas inacabadas. The aim of this study is to analyze the construction of the Brazilian writer Hilda Hilst’s metaphysical poetry from the physics or the materiality of the poetic language. For it, we pursued the poetic procedures which promote the indissolubility between form and idea. These formal relations – analyzed into the macro and the micro structures – unmasked a personal project in which all the elements are connected through imaginary lines, moving the continuum of thought on a geometric foundation of “on-going” unfinished forms. 

Palavras-chave


poesia; metafísica; geometria; conceito; poetry; metaphysic; geometry; concept

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2007v11p91

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco